Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Livros 19.03.2021 19.03.2021

Como surgiu o Dia mundial da Poesia e quais poetas ler para celebrar

21 de março é o Dia Mundial da Poesia, data comemorativa instituída em 1999 na XXX Conferência Geral da UNESCO, órgão das ONU, organização das Nações Unidas, que tem o objetivo de estimular a educação e a ciência como uma forma de contribuir para a paz e a segurança no mundo, objetivo maior da ONU desde que foi fundada, em 1945, após o fim da 2ª Guerra Mundial.

Tanto  que, como curiosidade, o símbolo da UNESCO é o de sua sigla inserida em uma figura que lembra um templo da Grécia Antiga, já que foi naquela civilização que foi a base cultural de toda a Civilização Ocidental e tinha como característica a busca pelo conhecimento e a razão.

Então, para comemorar esse dia, vamos falar de alguns poetas, brasileiros e estrangeiros, que vale a pena ler, ou reler, para entrar no clima do Dia Mundial da Poesia.

Carlos Drummond de Andrade

Maior e mais influente poeta brasileiro do Século XX, e nome fundamental da segunda fase do Modernismo Brasileiro, Carlos Drummond de Andrade não foi compreendido de imediato. O jogo de palavras que entre  tantos significados pode ser uma simples e elegante metáfora sobre lidar com as dificuldades da vida simplesmente não foi entendido na época, e foi motivo de verdadeiro escândalo cultural e literário.

Mas o tempo fez justiça a Carlos Drummond de Andrade, e apesar de muitos bons poetas brasileiros do Século XX, ninguém disputa com ele o lugar de o maior poeta daquele período.

Edgar Allan Poe

Poeta e escritor que escreve sobre o macabro. Para o norte-americano Poe, nada seria mais romântico para celebrar a beleza de uma mulher do que um poema que falasse sobre a sua perda para a morte.

Toda a obra de Edgar Allan Poe vale a pena ser lida e relida, mas seu ponto máximo é O Corvo.

Pablo Neruda

O chileno Pablo Neruda escreveu sobre o amor, sobre a política e sobre a alma chilena e latino americana, ganhando o prêmio Nobel de Literatura em 1971 graças ao lirismo e humanismo de seus versos.

Entre os poetas do século XX, é um dos mais lembrados na cultura pop, sendo retratado em filmes como O Carteiro e o Poeta e em frases como Confesso que Vivi, título de seu livro póstumo de memórias.

Cecília Meirelles

Nascida no Rio de Janeir0, Cecilia Meirelles o é uma das mulheres mais reconhecidas na poesia brasileira do Século XX.

A autora de Romanceiro da Inconfidência não era somente de uma habilidade sem igual nas letras, era dona de uma imensa coragem. Durante a ditadura Vargas, não tinha medo de se referir a Getúlio Vargas como Senhor Ditador.

Entre outras homenagens, o nome de Cecília Meirelles batiza bibliotecas no Brasil e no exterior, e em Portugal e nos Açores, há ruas com o seu nome.

Paulo Leminski

Poeta concretista cuja arte não tinha limites, Paulo Leminski, nasceu e, Curitiba e morreu jovem, aos 44 anos, vítima de cirrose hepática.

Pop a ponto de ser amado pelos seus contemporâneos, e ao mesmo tempo chamado de marginal, não somente por ter se oposto à ditadura Militar nos anos 197º, mas pela ousadia de seus versos, Paulo Leminsky retrata como poucos a segunda metade do século XX no Brasil.

boa leitura! Celebre o Dia Mundial da Poesia! A sua alma e o seu coração merecem.

Recomendamos para você