Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 01.03.2013 01.03.2013

‘Dezesseis Luas’: adaptação do livro para os cinemas estreia no Brasil

Por Edu Fernandes
 
Há muito tempo os produtores de cinema perceberam que o público jovem é o responsável pelas maiores bilheterias. É por isso que os blockbusters mais aguardados são voltados para espectadores dessa faixa etária.
No dia 1º de março chega aos cinemas brasileiros Dezesseis Luas, nova aposta da Summit Entertainment para levar legiões de adolescentes às salas de projeção. O estúdio cresceu em importância depois da franquia A Saga Crepúsculo e continua com o sucesso de Jogos Vorazes.
Dezesseis Luas é a adaptação cinematográfica de outra série de livros juvenis. O segundo volume da saga, Dezoito Luas, já foi publicado no Brasil.
 
A história gira em torno de Ethan e Lena, dois jovens apaixonados que moram em uma pequena cidade interiorana nos Estados Unidos. Lena é nova por lá, e sua chegada é envolta em mistério e desconfiança. Isso dá margem aos elementos fantásticos do enredo.
 
No cinema, a adaptação é comandada por Richard LaGravenese, que cuida do roteiro e da direção. O cineasta tem em seu currículo P.S. Eu Te Amo (2007), o que garante a emotividade e o romantismo.
 
Casal de protagonistas de Dezesseis Luas
 
Nos papéis principais, estão escalados atores desconhecidos, uma tática que funcionou com Harry Potter e Crepúsculo. É só lembrar que, quando os primeiros filmes de cada franquia foram lançados, os futuros astros juvenis eram nomes estranhos para o grande público.
Ethan é vivido por Alden Ehrenreich, que trabalhou em filmes recentes de Francis Ford Coppola: Twixt (2011) e Tetro (2009). Lena, seu par romântico, é o papel de Alice Englert, que até o ano passado havia atuado apenas em um longa-metragem: Ginger e Rosa (2012).
 
Nos papéis de apoio do elenco jovem, os atores são um pouco mais conhecidos. Link, melhor amigo de Ethan, é interpretado por Thomas Mann, do qual muitos se lembrarão como o protagonista de Projeto X – Uma Festa Fora de Controle (2012).
 
Na ala feminina, a prima sensual de Lena, Ridley, é o papel de Emmy Rossum. A atriz coleciona algumas grandes produções em sua carreira, como Sobre Meninos e Lobos (2003). Além disso, Emmy é conhecida por O Fantasma da Ópera (2004) e pelo papel de Bulma em Dragonball Evolution (2009).
 
Jeremy Irons e Viola Davis, dois nomes de peso no elenco de Dezesseis Luas
 
Em Dezesseis Luas, a Summit usou a mesma estratégia da Marvel e convocou atores de renome para personagens secundários. Jeremy Irons (Margin Call – O Dia Antes do Fim) é Macon, tio de Lena que não sai de sua casa há anos. Viola Davis (Tão Forte e Tão Perto) é Amma, amiga da família de Ethan que guarda segredos.
 
Emma Thompson (Nanny McPhee e as Lições Mágicas) é Sra. Lincoln, mãe de Link e representante da moral da cidade. Por fim, Margo Martindale (Secretariat – Uma História Impossível) é Del, a excêntrica tia de Lena.
 
A história de amor com ares de fantasia é apenas para atrair público, especialmente os “órfãos” de Crepúsculo. A força da obra está em sua mensagem. Ethan e Lena gostam muito de livros clássicos e questionam as noções antiquadas do cenário no qual estão inseridos.
 
A cidade onde moram é habitada por fanáticos religiosos, cheios de dogmas e proibições. A adaptação fez bem em manter essa característica no roteiro. No passado, A Bússola de Ouro (2007) tentou ser menos agressiva em sua versão cinematográfica e amenizar as comparações dos seus vilões com a Igreja. No final, a franquia não deslanchou.
 
Por outro lado, Jogos Vorazes (2012), com sua forte crítica à sociedade do espetáculo, provou-se uma fórmula de sucesso. É esse o caminho almejado por Dezesseis Luas.
 
Veja o trailer de Dezesseis Luas:
 
 
 
Recomendamos para você