Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Outros 17.04.2014 17.04.2014

DEZ museus para conhecer sem sair de casa

Por Carolina Cunha
Quem não pode ir a Londres, Paris ou ao México para visitar uma exposição em algumas das mais importantes instituições de artes do mundo não precisa ficar tão preocupado. Em boa parte desses locais é possível fazer um tour virtual e conferir exposições completas sem sair de casa, tudo pela tela do computador.
Seja com mostras especiais no Google Art Project (que reúne exposições on-line de todo o mundo com peças oficiais) ou com ferramentas multimídia nos sites dos museus e galerias, o visitante virtual pode navegar por diferentes acervos e descobrir obras incríveis.
O SaraivaConteúdo separou dez dicas virtuais para quem gosta e quer conhecer mais sobre artes:
1. MoMA, NOVA YORK (EUA)
O MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova York) disponibiliza on-line mais de 50 mil obras de seu acervo de arte contemporânea e vídeos educativos. No canal The Collection, o internauta pode consultar pinturas, desenhos, filmes, fotografias, esculturas, instalações e ilustrações. Mais no site: http://www.moma.org.
2. MUSEU DO PRADO, ESPANHA
Inaugurado em 1819 em Madri, na Espanha, o Museu do Prado tem um acervo composto por importantes coleções de arte espanhola, italiana e flamenga. Na galeria on-line disponível no site, é possível acessar mais de sete mil imagens de obras. Destaque para pinturas de Velázquez, Goya, El Greco e Rembrandt.
 
Parte do acervo online do Museu do Prado
3. PALÁCIO DE VERSALHES, FRANÇA
Um dos destaques do Google Art Project é o Palácio de Versalhes, o mais célebre palácio da França. Localizado em Paris, o museu abriga um acervo de peças e arte francesa dos séculos 17 e 18. Algumas pinturas estão disponíveis em formato “gigapixel”, que permite aumentar o zoom até enxergar cada pincelada em detalhes. O usuário também pode usar o Google Street View para explorar o interior de pontos de referência, como os famosos jardins do lugar.
 
Galeria do Google Project com as salas do Palácio de Versalhes
4. MUSEU DO LOUVRE, FRANÇA
O Museu do Louvre, em Paris (França), é o maior do mundo e abriga peças de todos os períodos históricos, do Egito antigo à arte contemporânea. No canal multimídia do site é possível fazer passeios virtuais a três galerias do museu e visitar minissites de exposições passadas. Você pode conferir mais no endereço http://www.louvre.fr.
 
Sala do Louvre com obra do períod faraônico, um dos três tours virtuais do museu
5. TATE BRITAIN, LONDRES
A Tate Britain reúne o acervo mais importante da arte britânica, do Renascimento aos dias de hoje. Fundada em 1897, a galeria Tate Britain integra um conjunto de museus nacionais britânicos que inclui a Tate Modern, de Arte Moderna, e outras duas galerias nas cidades de Liverpool e St. Ives. No canal “Art and Artists” do site, o internauta pode fazer uma busca no acervo por diferentes categorias.
 
Obra Harlem, de Edward Burra, uma das peças do acervo do Tate disponível online
6. NATIONAL GALLERY, LONDRES
A National Gallery de Londres abriga uma coleção que abrange oito séculos, da Renascença Italiana ao Impressionismo Francês. No site, clique no canal “Paintings” e explore mais de duas mil imagens ou faça um tour 360° por 18 galerias da instituição. A coleção reúne obras-primas de Jan van Eyck, Sandro Botticelli, Leonardo da Vinci, Ticiano, Caravaggio e Van Gogh. Para fazer a visita on-line, acesse http://www.nationalgallery.org.uk/.
7. MUSEU DE ARTE MODERNA DE SÃO PAULO, SÃO PAULO
O museu de arte contemporânea mais famoso do Brasil também está no Google Project com mais de 80 obras de artistas brasileiros. Na galeria on-line, o MAM também disponibiliza mostras virtuais que complementam a visita física ao museu, como as exposições “140 Caracteres”, que une arte política e internet, e “Faces do Desejo”, que traz obras de mulheres inspiradoras com breves explicações sobre os temas tratados.
8. THE ANDY WARHOL MUSEUM, EUA
O The Andy Warhol Museum é dedicado inteiramente ao artista norte-americano Andy Warhol (1928-1987), principal nome da Pop Art. Localizado em Pittsburgh (EUA), cidade natal do artista, a instituição guarda mais de 12 mil itens relacionados ao seu universo. No site, o internauta pode visitar galerias virtuais, consultar documentos históricos e navegar por uma caprichada linha do tempo. Para conhecer melhor o museu, acesse http://www.warhol.org.
 
No museu de Warhol, além do acervo disponível uma linha do tempo contextualiza as producoes do artista
9.  MUSEU DE FRIDA KAHLO, MÉXICO 
A famosa Casa Azul, na Cidade do México, onde Frida Kahlo (1907-1954) viveu e construiu seu ateliê, virou um museu só para ela. Na internet, o visitante pode fazer um tour virtual multimídia pela casa e pelo jardim da instituição. No site do museu no Google Art Project ainda é possível “ver” mais de perto suas pinturas surrealistas.
 
Sala do Museu Frida Kahlo, no México
10.  THE TEZUKA OSAMU MUSEUM, JAPÃO
O japonês Osamu Tezuka (1928-1989) é considerado um mestre do mangá, tendo revolucionado os quadrinhos japoneses no século 20. Na cidade de Takarazuka, no Japão, existe um museu dedicado à sua obra, mas você não precisa ir até lá para conhecer parte do acervo. Em 2014, o museu começou a participar do Google Project com um vasto material sobre o artista. São mais de 100 obras entre desenhos e ilustrações, além de biografia, fotografias pessoais, documentos e vídeos. Mais sobre o museu você confere acessando http://tezukaosamu.net/en/museum.
 
Desenhos e escritos de Osamu Tezuka que integram o museu virtual do mestre do mangá
 
Recomendamos para você