Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

DEZ motivos que fizeram do filme ‘O Sexto Sentido’ o mais visto em 1999

Por Fernanda Oliveira
 
Com certeza, "I see dead people" (Eu vejo pessoas mortas) foi uma das frases mais comentadas e repetidas no ano de 1999. A famosa fala do personagem Cole Sear, interpretado pelo ator mirim Haley Joel Osment, no filme O Sexto Sentido (1999), entrou para a história do cinema, assim como o próprio longa.
 
Dirigido por M. Night Shyamalan, tornou-se um grande sucesso mundial, arrecadando mais de US$ 600 milhões e superando em muito seu orçamento de US$ 40 milhões. O impressionante é que esse número foi alcançado mesmo com o lançamento do tão aguardado Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma no mesmo ano.
 
Nos Estados Unidos, o suspense que conta com o astro Bruce Willis no elenco teve a segunda maior bilheteria do ano. No entanto, no Brasil, a produção reinou absoluta e nem mesmo a saga estelar de George Lucas foi capaz de tirar o seu primeiro lugar. Mais de 40 milhões de pessoas foram ver o longa nos cinemas brasileiros.
 
Mas o que atraiu e despertou tamanho interesse do público brasileiro? Com a ajuda do crítico do site Papo de Cinema Matheus Bonez, o SaraivaConteúdo lista dez motivos que fizeram do filme O Sexto Sentindo o mais visto no Brasil em 1999. Além disso, essa listagem comemora os 15 anos do longa que se tornou um clássico do cinema. 
 
ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS
 
1. VIDA APÓS A MORTE
A temática "vida após a morte" desperta o interesse de muitos brasileiros. Títulos do cinema nacional que tratam sobre o assunto, como os baseados em livros escritos por Chico Xavier (principal divulgador da doutrina espírita no Brasil), têm alcançado bons resultados nas bilheterias.
 
2. "I SEE DEAD PEOPLE"
Como dito inicialmente, a frase "I see dead people" foi uma das mais comentadas e repetidas no ano de 1999. A cena em que o garoto Cole Sear revela seu segredo para o psicólogo infantil Dr. Malcolm Crowe (vivido por Bruce Willis) entrou para a história do cinema. Após assistir ao filme, os espectadores repetiam a frase, e aqueles que não sabiam do que se tratava iam conferir nos cinemas.
 
Bruce Willis tem atuação elogiada em O Sexto Sentido
 
3. FINAL SURPREENDENTE
Durante todo o longa, o espectador é levado a seguir uma determinada trama, que no final se mostra totalmente diferente. A partir do momento em que se revela que o Dr. Malcolm Crowe é mais um dos "fantasmas" que Cole pode ver e se comunicar, a história é retomada e toma um novo rumo, surpreendendo a todos. Muitos saíram das salas de cinema recomendando a produção justamente por causa do final surpreendente.
 
4. FAZ O PÚBLICO ASSISTIR VÁRIAS VEZES
Justamente por causa do final surpreendente, o filme acabou estimulando muitas pessoas a voltarem aos cinemas. Como há toda uma reviravolta, após assistir uma vez, muitos quiseram rever o início já sabendo o desfecho para verificar se o "novo rumo" fazia sentido. Ou seja, se realmente apenas Cole via e conversava com o Dr. Malcolm Crowe. 
 
5. IMPRESSIONA DO COMEÇO AO FIM
Indiscutivelmente, o desfecho de O Sexto Sentido é a sua grande "atração". No entanto, o longa conta com uma trama que prende o espectador desde o começo. A história é instigante e comovente, a estética (fotografia) é impecável e o elenco está afinado, tornando-se um dos destaques da produção. Enfim, a qualidade do conjunto garantiu o sucesso junto ao público.
 
6. SUSPENSE COM "TOQUES" DE TERROR
Com fantasmas e, consequentemente, alguns sustos, a produção atraiu admiradores de filmes de terror, mas não se restringiu a eles. Afinal, esses aspectos não são os principais responsáveis pela tensão presente no longa. A fotografia mais escura e a trilha sonora é que garantem esse clima. Assim, a classificação como suspense tornou a produção mais atrativa para um número maior de espectadores.
 
O ator Haley Joel Osment recebeu inúmeros prêmios por sua atuação em O Sexto Sentido, além de uma indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante
 
7. HALEY JOEL OSMENT
Com O Sexto Sentido, o ator mirim Haley Joel Osment caiu nas graças da crítica e do público. Sua interpretação impressiona: ele não só "convence" como emociona o público. Ele atua em cenas inesquecíveis e comoventes, como aquela em que seu personagem revela ver pessoas mortas ao Dr. Malcolm Crowe e outra em que ele confessa seu dom à sua mãe (Lynn Sear, interpretada por Toni Collette) nos momentos finais do filme. Sua atuação gerou comentários que fizeram muitas pessoas irem aos cinemas.
 
8. BRUCE WILLIS
Famoso por filmes de ação como a série Duro de Matar (1988 – 2013), Bruce Willis surpreende em seu papel dramático. Essa outra face do astro de Hollywood mostrada em O Sexto Sentido chamou atenção do público, que quis conferir a elogiada atuação.
 
9. TONI COLLETTE
Assim como Willis, a atriz Toni Collette saiu da zona de segurança. Afinal, antes de O Sexto Sentido, seu papel mais conhecido era na comédia O Casamento de Muriel (1994). Com algumas semanas em cartaz, o elenco do filme de suspense se mostrou um grande chamariz.
 
10. COMPARAÇÕES COM HITCHCOCK
O clima de tensão e suspense da produção foi destacado e recebeu muitos elogios, tornando-o um grande sucesso de crítica e público. Na época, muitos afirmavam que o diretor M. Night Shyamalan poderia ser o sucessor de Alfred Hitchcock, ou seja, o novo mestre do suspense.
 
A atriz Toni Collette tem cena forte e comovente nos momentos finais de O Sexto Sentido
 
 
Recomendamos para você

Os produtos Saraiva mais comentados