Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 23.05.2013 23.05.2013

DEZ livros de ficção científica essenciais

Por Laíssa Barros
 
Ficção científica é uma forma de ficção criada no século XIX a partir dos avanços da Física, Química, Informática, Geologia e Astronomia.
Ela conta, principalmente, sobre o impacto da ciência, tanto verdadeira quanto imaginada, sobre a sociedade e os seres humanos.
Consagrando autores como Isaac Asimov, Ursula Le Guin, Philip K. Dick e William Gibson, a ficção cientifica abrange viagens no tempo, distopias, vida inteligente e tantos outros assuntos que conquistaram milhares de leitores e também invadiram o mundo dos quadrinhos, cinema, seriados e muito mais.
Reunimos dez livros essenciais para você conhecer esse gênero repleto de obras interessantes, com a ajuda dos blogueiros Luara França (Ao Rés no Chão), Thiago Cardim (Observatório Nerd) e Eduardo Gonçalves (Marcha da Toalha).
 
1. TRILOGIA FUNDAÇÃO – ISSAC ASIMOV (INDICAÇÃO DE LUARA FRANÇA)
 
“Clássico da Era de Ouro da ficção científica, a Trilogia Fundação pode ser uma boa pedida para quem quer começar a ler o gênero. Sua narrativa é mais tradicional e conta a história da humanidade em um futuro onde a psicologia, a história e a sociologia se juntam em uma única ciência, capaz de prever as atitudes humanas a longo prazo.”
 
2. NEUROMANCER – WILLIAM GIBSON (INDICAÇÃO DE THIAGO CARDIM)
 
No futuro, existe a matrix: uma alucinação coletiva virtual, na qual todos se conectam para saber tudo sobre tudo. Case, porém, não pode mais acessá-la. Ele foi banido e, hoje, sobrevive como pode nos subúrbios de Tóquio. E continuaria a se destruir se não encontrasse Molly, uma samurai das ruas, que o convoca para uma missão da qual depende toda a existência da rede.
“Clássico dos clássicos, simplesmente indispensável. Praticamente o criador do gênero cyberpunk. Sem Neuromancer jamais seria possível pensar no filme Matrix”.
 
 
3. A MÃO ESQUERDA DA ESCURIDÃO – URSULA K. LE GUIN (INDICAÇÃO DE LUARA FRANÇA)
 
“Todos os mundos da ficção científica se parecem com o nosso? O universo virou só uma expansão da humanidade? Neste livro, Le Guin explora um planeta diferente. Os habitantes de Inverno não têm gênero definido – durante um período do mês eles se tornam masculino ou feminino, mas não são constantemente uma coisa ou outra. Então, como uma sociedade sem papéis de gênero se divide? Se a curiosidade bateu, vale a pena ler o livro.”
 
4. DUNA – FRANK HERBERT (INDICAÇÃO DE THIAGO CARDIM)
 

A vida do jovem Paul Atreides está prestes a mudar radicalmente. Após a visita de uma mulher misteriosa, ele é obrigado a deixar seu planeta natal para sobreviver ao ambiente árido e severo de Arrakis, o planeta deserto. Envolvido numa intrincada teia política e religiosa, Paul divide-se entre as obrigações de herdeiro e seu treinamento nas doutrinas secretas de uma antiga irmandade, que vê nele a esperança de realização de um plano urdido há séculos.

“Para quem é fã de Star Wars e de Star Trek, cabe um desvio rumo a uma ambientação tão cheia de ação quanto a primeira e tão política quanto a segunda.”
 

5. O HOMEM DO CASTELO ALTO – PHILIP K. DICK (INDICAÇÃO DE LUARA FRANÇA)

 
“Outro exemplo das possibilidades da ficção científica, desta vez uma ‘História alternativa’: e se o Eixo tivesse ganhado a Segunda Guerra Mundial? Philip Dick pensa em como seria o mundo nesse cenário. Só por isso já valeria a pena, mas ele também coloca uma pitada de metaliteratura e nos apresenta um livro dentro do livro. Sensacional.”
 
 
 
6. 1984 – GEORGE ORWELL (INDICAÇÃO DE THIAGO CARDIM)
 
Em 1984, Winston vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada um vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceania não visa a nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro.
 
“Nos dias de hoje, não existe discussão mais moderna e atual do que esta narrativa ao alcance do olhar do Grande Irmão. Orwell era, de fato, um visionário. E é disso que é feita a ficção científica: de visionários”.
 
7. O GUIA DO MOCHILEIRO DAS GALÁXIAS – DOUGLAS ADAMS (INDICAÇÃO DE EDUARDO GONÇALVES)
 
O livro conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect. A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.
 
“Esta ‘trilogia de cinco livros’ tem a resposta para a pergunta fundamental da vida, Universo e tudo mais. Precisa de mais motivos para ler?”.

8. LARANJA MECÂNICA – ANTHONY BURGESS (INDICAÇÃO DE THIAGO CARDIM)

Publicado pela primeira vez em 1962 e imortalizado nove anos depois pelo filme de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica não só está entre os clássicos eternos da ficção como representa um marco na cultura pop do século 20. Mais de meio século depois, a perturbadora história de Alex, membro de uma gangue de adolescentes que é capturado pelo Estado e submetido a uma terapia de condicionamento social, continua fascinando – e desconcertando –  leitores mundo afora.
 
“Talvez os puristas não aceitem chamar este clássico de ficção científica, mas eu considero por enxergar nitidamente mais do que atual visão totalitarista de futuro do autor, que mais tarde renderia um filme genial”.
 
 
9. MATADOURO 5 – KURT VONNEGUT (INDICAÇÃO DE LUARA FRANÇA)
 
“Se você ainda não leu Matadouro 5, pare tudo e faça isso agora. O livro é fantástico. Vonnegut, americano descendente de alemães, foi soldado na Segunda Guerra. A partir da sua experiência, ele narra o bombardeio de Dresden, onde ele era prisioneiro junto com outros americanos, com inovação narrativa. Quem conta a história é Billy Pilgrim, uma pessoa que viveu sua vida de forma não linear – ele se desloca no tempo através de saltos temporais. Como disse um jornalista, é um livro engraçado do qual não se pode rir. Bem, coisas da vida.”
 
10. GEORGE E O SEGREDO DO UNIVERSO – STEPHEN E LUCY HAWKING (INDICAÇÃO DE EDUARDO GONÇALVES)

Escrito por um dos principais cientistas da atualidade, o prêmio Nobel Stephen Hawking, e sua filha, a jornalista e escritora Lucy Hawking, George e o Segredo do Universo combina aventuras diversas e envolventes com fascinantes explicações científicas sobre o Universo e os planetas.

“Esta ficção científica transcende as páginas: mesmo lançado em 2007 (quando eu já tinha 18 anos), eu lembro de vê-lo na mesa do meu tio (e lê-lo) desde quando eu era criança. Tem fantasia, ação, mistério e foi um dos principais fatores que me fizeram gostar do gênero”.
 
 
Recomendamos para você