Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Games 24.02.2014 24.02.2014

DEZ jogos para tomar grandes decisões

Por Aline Maryama
 
A opção de ter mais de um final disponível em um jogo sempre encantou o público gamer. Após escolher “zerar” um título, é muito comum ficar envolvido(a) com o tema e querer continuar jogando até ver diferentes possibilidades.
Jogos que têm escolhas o tempo todo, não apenas do final desejado, mas também de todas as ações no decorrer da trama, são um espetáculo que vale a pena desfrutar e investir algum tempo.
 
Confira dez games que permitem tomar decisões e ver o que o destino lhe reservará:
 
A trama gira em torno de Lee Everett, um professor universitário e assassino condenado, que ajuda a resgatar e cuidar de uma menina chamada Clementine.
Tudo que o jogador fizer em "A New Day", o primeiro dos cinco episódios do jogo, terá consequências nos capítulos seguintes. Seja mentir para algum personagem, deixar alguém morrer ou apoiar um cara não muito legal.
Lara Muniz, estudante, é apaixonada por jogos nesse estilo. Ela já terminou o game uma vez, mas está jogando novamente para tentar outro final. “Eu fiz algumas escolhas meio no desespero; desta vez já estou familiarizada, quero ver um final diferente. Em meu primeiro 'save', o Lee era bem grosseiro, só dava 'patada' e não se preocupava muito com o resto das pessoas – claro, só com a Clem”.
The Wolf Among Us
Baseado nas HQs Fábulas da DC Comics/Vertigo, o jogo é dividido em capítulos e conserva os gráficos no estilo dos quadrinhos. O jogador assume o papel de Bigby Wolf, que é ninguém menos do que o Lobo Mau dos contos de fadas.
O “xerife” vive exilado em Nova York e sua versão humana se assemelha a um detetive com cara de mau. Ele tem como missão manter personagens das diversas fábulas despercebidos no mundo dos humanos. O mais interessante é descobrir quem faz parte de qual conto de fadas durante o desenrolar da trama.
 
The Walking Dead e The Wolf Among Us
Los Angeles, 1947. Cole Phelps está em suas mãos e começa como um simples policial. Assassinatos, tráfico, assaltos e inúmeros mistérios devem ser desvendados. Durante o desenvolvimento do jogo, suas decisões são fundamentais.
O jogador é quem deve ter todo o feeling para investigar as testemunhas. Decida se o acusado está blefando ou dizendo a verdade – basta observar os movimentos. Encontre pistas difíceis, prenda os bandidos e julgue quais são as respostas corretas para alavancar ou afundar a carreira de Phelps.
A trilogia que conquistou fãs no mundo inteiro se passa no mundo fictício de Albion. O jogador assume o papel de um garoto órfão que deseja se tornar um herói. As escolhas feitas durante o jogo afetam não só a percepção, mas também a reação dos habitantes do cenário. Além disso, a aparência do herói muda, espelhando-se em boas e más ações feitas.
Além de realizar as missões principais para descobrir o mistério que envolve a família do protagonista, também há a opção de entrar em missões opcionais, comercializar e se envolver em romances.
 
L.A. Noire e Fable
Beyond foi muito aclamado pela crítica. A trama envolve o jogador, fazendo-o se sentir parte de tudo que é visto.Centrado em questões sobre o que acontece depois da morte, o jogo coloca nas mãos do jogador a personagem Jodie Holmes.
Durante 15 anos da vida de Holmes, o jogador a acompanha em uma viagem para descobrir o significado de Aiden, uma entidade sobrenatural que está ligada a ela desde seu nascimento.
Para Daniel Sasaki, formado em ciências da computação e colecionador de consoles, o game é quase infinito, de tantas opções de ações e finais. “As escolhas são tão diversas que, durante a adolescência da Jodie, eu podia escolher entre dançar durante uma festinha ou então experimentar cigarro. Acabei escolhendo fazer uma personagem mais 'da pá virada' e logo vou começar um save com escolhas mais certinhas”.
O jogo queridinho do momento também coloca certo peso sobre os ombros dos jogadores. Afinal, controlar três bandidos completamente diferentes, carismáticos à sua maneira e com vidas entrelaçadas nem sempre é fácil.
Está nas mãos de quem joga escolher o destino dos três protagonistas. Há três possíveis finais para o jogo, onde suas respostas e decisões podem resultar na morte não apenas de um, mas dois dos personagens.
 
Beyond Two Souls e GTA V
Heavy Rain coloca as cartas na mesa e deixa o jogador à vontade para fazer suas escolhas. Assim como seu sucessor – Beyond –, todo o cenário é interativo e você pode investigar qualquer mínimo detalhe.
A trama é centrada em quatro protagonistas envolvidos com o mistério de um assassino serial, conhecido como Origami, que utiliza longos períodos de chuva para afogar suas vítimas. Suas escolhas afetam diretamente a direção que a história toma, podendo haver vítimas fatais, finais felizes ou apenas tragédias.
O jogo se passa em um belo cenário caribenho, cheio de florestas, cavernas e tribos diferentes. Entre piratas e comandantes, as opções de escolha revelam a história aos poucos. Além de escolher os diálogos ideais entre aliados e inimigos, o jogador decide como lutar.
Além das habilidades de combate comuns, há os "dirty tricks" (golpes baixos) no melhor estilo pirata. Desde atirar areia nos olhos dos inimigos até utilizar um papagaio para distrai-los, tornando o combate mais dinâmico.
 
Heavy Rain e Risen 2
A trilogia Mass Effect proporciona ao jogador total controle da trama. As decisões influenciam diretamente o perfil do(a) Shepard (nome do capitão ou capitã da nave principal do jogo).
Com o passar do tempo, traços são definidos entre “Paragon” (bondoso e amigável) ou “Renegade” (malvado). A carioca Ana Paula Azevedo, estudante de Design, é fã da série e se apaixonou desde a primeira edição. “Acho que fazer as escolhas também contribui muito para a imersão na história, você realmente se sente parte dela, influenciando de alguma forma”.
O romance entre a tripulação também está liberado, e quem escolhe o par é o jogador. “Joguei de Shepard feminina e escolhi ser Paragon do início ao fim. Também escolhi a Liara como par romântico. Apesar de a Tali ser uma graça, eu não tive coragem de 'romantizar' mais ninguém no jogo porque não parecia algo que a minha Shepard fosse fazer”.
Outro clássico da Bioware, o game possui cenário medieval e a trama envolve desde temas místicos a fantasiosos. O jogo oferece muita personalização, desde a criação do personagem até suas escolhas.
Há a opção de jogar entre guerreiros, magos e ladinos. O player decide como deve tratar seus aliados e inimigos e também com quem deve se envolver nos mais diversos romances. Dragon Age possui um mar de possibilidades para serem exploradas, sem grandes limitações.
 
Mass Effect e Dragon Age
 
Recomendamos para você