Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Games 10.12.2013 10.12.2013

DEZ games que invadem a rotina

Por Carolina Cunha
 
Sabe aqueles momentos de tédio em que você precisa de uma pausa para se distrair? Os chamados games sociais ocuparam esses espaços e entraram de vez na rotina das pessoas. Em alguns, é preciso se dedicar todos os dias. Em outros, você joga rapidamente, e as atualizações são tantas que ficar dois dias sem o game parece um absurdo.
 
O SaraivaConteúdo selecionou dez jogos populares que estão fazendo a cabeça de muita gente. Qual deles já fez você perder a hora ou acordar de madrugada para continuar uma tarefa?
 
1. POU
 
O game lembra os antigos Tamagotchi dos anos 1990. Pou é um bichinho virtual que tem apenas uma barriguinha e olhos grandes. Como todo pet, ele precisa de cuidados constantes para crescer bem.
 
“Eu tive um Tamagotchi, que morreu. Quando saiu o Pou, achei muito parecido e voltei a manter o hábito de cuidar de um bichinho virtual”, diz Simone Chagas, estudante de TI, de 29 anos.”Às vezes enquanto trabalho, vejo que ele está pedindo algo e dou uma disfarçada para jogar uma ducha nele. Mas em casa já deu briga para ver quem cuida dele”, completa.
 
Um dos grandes diferenciais do jogo é a personalização total do personagem. Cada vez que jogar, você pode ganhar moedas e escolher roupas e acessórios divertidos para montar o look mais "fofo do mundo".
 
Plataformas: Android e iOS
 
 
2. FARMVILLE
 
Criado em 2009, o Farmville foi o primeiro game a ser jogado massivamente no Facebook. Nele, é possível montar uma fazenda e se dedicar à criação de animais, arar a terra e fazer a colheita. As plantas podem levar de duas horas a quatro dias para crescer, o que exige do dono acompanhamento constante.
 
Farmville 2 é a próxima geração do jogo.Além de cuidar do dia a dia dos negócios, é preciso transformar os alimentos na cozinha e vendê-los como produtos. “Eu acordo cedo e gosto de dar uma rápida olhada na minha fazenda. Também calculo as horas para fazer uma colheita”, diz Anna Fernandes, estudante de São Paulo, que faz parte de uma comunidade de jogadores brasileiros.
 
Plataforma: Facebook
 
 
3. HAPPY AQUARIUM
 
Construir um aquário e criar peixes virtuais teria tudo para ser chato. No entanto, em Happy Aquarium, a possibilidade de criar peixes das mais diferentes espécies já conquistou muita gente.
 
“Você tem que esperar o filhote nascer. Os peixes demoram algumas horas para crescer. Já aconteceu de eu querer muito uma espécie e jogar todo dia até conseguir. Mas eles ficam lindos. Entro no jogo sempre que preciso relaxar”, diz a contadora Lídia Marconi.
 
Plataforma: Facebook
 
4. CANDY CRUSH SAGA
 
O joguinho colorido já ganhou o título de mais viciante do ano. Para ganhar pontos, deve-se combinar docinhos da mesma cor em colunas, até que elas sejam eliminadas. Alerta vermelho: Candy Crush está sempre criando novas fases para você ficar ainda mais grudado na telinha.
 
É o caso de Carmo Franceschi, de 60 anos, que chegou à fase 124. “Quando faço a bomba, vibro muito! Jogo tanto que dá bastante câimbra meu dedo indicador”, afirma a dona de casa, que vive em Itumbiara, GO.
 
A família chegou a proibi-la de acessar o game. Para fugir da patrulha, ela coloca o despertador para tocar às 5 horas da manhã e joga escondido. Ela também se planeja para jogar à noite. “Quando me vigiam muito e pegam no meu pé, deleto o aplicativo. Na calada da noite, baixo tudo de novo e jogo!”, diverte-se.
 
Plataformas: Android, iOS e Facebook
 
 
5. MINION RUSH
 
O jogo oficial do Meu Malvado Favorito 2 coloca você no papel de um Minion que deve correr por cenários e se livrar dos obstáculos.
 
O cineasta paulistano Chu Neto adorava os personagens do filme e foi fisgado pelo visual do game, que joga todos os dias pelo celular. Ele tenta bater os recordes dos amigos, mas o que o atrai mesmo é a simpatia dos personagens amarelinhos, que o divertem sempre.
 
“Jogo em todos os lugares. Os gráficos são simples e bem feitos, assim como a jogabilidade. Mas não resisto aos personagens!”.
 
Plataformas: Android e iOS
 
6. SONG POP
 
No aplicativo Song Pop, é possível desafiar um amigo a acertar nomes de músicas ouvindo apenas um trecho delas. O game conta com várias listas de estilos musicais para testar o conhecimento dos seus amigos.
 
O jornalista André Batista joga Song Pop e o Movie Pop (a versão do jogo para filmes) quase todos os dias. Ele joga durante o trabalho e confessa que o hábito já o atrapalhou. “Já passei 20 a 30 minutos jogando ao invés de trabalhar. Atualmente consigo me controlar mais”.
 
Para ele, o mais estimulante é a competição por mais pontos. “Se tem algum adversário jogando, a gente se prende na disputa e se não tomar cuidado leva o dia todo”.
 
Você conseguiria não jogar se alguém te desafiasse neste minuto?
 
Plataformas: Android, iOS e Facebook
 
7. ANGRY BIRDS
 
Pássaros querem se vingar e resgatar seus ovos, que foram roubados por porquinhos verdes. Para isso, o jogador precisa atirar uma dessas aves de um lado ao outro até conquistar o objetivo. Cada nível exige o uso da lógica para enfrentar os obstáculos. O game tem mais de 400 níveis e cenários diferentes.
 
Atila Cevidanes, 12 anos, do blog Angry Birds Brasil, joga toda semana pelo celular. Quando sai uma atualização, ele não esconde a ansiedade até a fase ser liberada. “Fico semanas fazendo contagem regressiva para chegar logo o dia de lançamento”. A versão que mais gosta é a de Star Wars. “Às vezes quero jogar tudo de novo”.
 
Plataformas: Android, iOS e Facebook
 
 
8. PLANTS VS. ZUMBIS
 
O joguinho de ação e estratégia já está em sua segunda versão e continua superpopular no celular. No estilo tower defense, o jogador precisa defender uma casa do ataque de zumbis. Só as plantas do quintal são capazes de destruir o inimigo, lançando balas ou barrando os mortos-vivos. Ao longo das fases, novas plantas, adubos, moedas e armas aparecem.
 
A designer Mari Sciarretta, que gosta de jogos de estratégias, avisa: “É um jogo onde cada fase demora para passar, então só jogo quando tenho tempo mesmo”.
 
Plataformas: Android, iOS e Facebook
 
 
9. CITYVILLE
 
Que tal criar uma cidade inteira e ser o prefeito dela? Do mesmo desenvolvedor de FarmVille, CityVille permite montar seu próprio município do zero.
 
É possível construir ruas, parques, lojas, escolas e prédios comerciais e ganhar dinheiro no jogo com o aluguel de imóveis e a venda de alimentos. Quanto mais rica a loja, mais você ganha. Você ainda pode visitar as cidades dos seus amigos e aumentar a sua reputação.
 
Plataforma: Facebook
 
 
10. MONSTER WORLD
 
O jogo de simulação traz um mundo diferente. Nele, cria-se um monstro que deverá cuidar de um jardim, comprando e cultivando vegetais exóticos.
 
“Existem itens que demoram a crescer. É bacana quando você consegue colher uma coisa engraçadinha como um Pé de Refrigerante ou uma Flor de Chá das 5. A cada nível você tem novidades desbloqueadas e dá vontade de ver o que vai acontecer sempre”, diz Ana Clara Piqueira, estudante de Brasília, que joga há dois anos.

Plataformas: Android, iOS e Facebook
 

 
Recomendamos para você