Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Sem categoria 20.10.2014 20.10.2014

DEZ chefs do cinema que fariam sucesso com programas de TV

Por Priscila Roque
 
Chefs como Gordon Ramsay, Jamie Oliver e Buddy Valastro tornaram-se personagens da televisão mundial por suas personalidades marcantes e pelo carisma. São criativos, profissionais, práticos. Mas, certamente, tamanha fama se deve, sobretudo, à maneira com que eles se relacionam com o público.
 
Nas telonas, também há nomes divertidos e curiosos na cozinha. Eles podem não ser os melhores, mas carregam consigo alguns segredinhos que certamente os transformariam em estrelas da TV e os fariam lotar restaurantes e showcookings.
 
Para entrar nessa brincadeira, o SaraivaConteúdo convidou Guga Rocha, chef, apresentador e autor do livro Receitas para Pegar Mulher, Mariane Lorente e Laura Salaberry, autoras do livro Cozinha Pop – As 100 Melhores Cenas Gastronômicas do Cinema e Das Séries de TV, e Fernando Zamith, jornalista e crítico de cinema da rádio Jovem Pan AM, para listar DEZ cozinheiros, confeiteiros e chefs do cinema que se destacariam na telinha. Acompanhe!
 
1. REMY E LINGUINI, RATATOUILLE (2007)
 
Fernando Zamith. Um programa de TV sobre gastronomia – e na forma de animação – teria fôlego para várias temporadas. Não é admirável o gosto de Remy, um rato que detesta junk-food? Bom paladar e com traços de uma personalidade simpática, alegre e sobretudo higiênico. E o Linguini, então? Perfeitas afinidades eletivas com Remy.
 
Mariane Lorente. Seria um programa simpático, feito por uma dupla improvável. Eles ensinariam pratos clássicos da cozinha francesa, de uma forma simples e didática, para mostrar que qualquer um pode cozinhar. Basta querer.
 
Guga Rocha. Acho que o Remy e o Linguini dariam muito certo, pois hoje ainda faltam programas com conteúdo de qualidade para as crianças na TV. Ensinar a cozinhar ajuda a formar o caráter e a ligação das crianças com a natureza de forma lúdica e divertida. Um ratinho que fala com um cozinheiro jovem e atrapalhado com certeza faria muito sucesso.
 
Remy e Linguini fariam um programa em forma de animação

2. PRIMO E SECONDO, A GRANDE NOITE (1996)
 

Mariane Lorente. Acho que seria engraçado um programa com os irmãos italianos. Posso imaginar os dois cozinhando e falando sobre a tradição italiana, defendendo ingredientes e técnicas e maldizendo invencionices de quem quer comer, mas não entende nada de cozinha. Imagino também que, para ensinar a receita do timpano – o x-tudo italiano –, eles precisariam de muitas horas de programa, talvez alguns episódios (risos).

 
Os costumes e as tradições da cozinha italiana por Primo e Secondo

3. KATE ARMSTRONG OU NICK, SEM RESERVAS (2007)

Laura Salaberry. A Kate Armstrong poderia comandar algum programa tipo Hell's Kitchen, onde o chef é carrasco e maltrata todos os participantes.
 
E se Kate Armstrong comandasse o Hell's Kitchen?

4. ILA, THE LUNCHBOX (2013)
 

Fernando Zamith. Pela simplicidade e zelo, escolho Ila, a mulher do filme indiano The Lunchbox, do diretor Ritesh Badra. Ela prepara marmita para o marido e, por engano do serviço de entrega, o almoço vai para um funcionário público perto da aposentadoria. Estabelece-se uma correspondência por bilhetes, da qual brota o afeto, a generosidade e certamente a paixão amorosa – temperada pelo almoço diário. Quem cozinha com zelo e gosto sempre será alguém de bons e fortes sentimentos.

 
Ila é a responsável pelos almoços do filme indiano The Lunchbox
 
5. JULIE POWELL, JULIE & JULIA (2009)

Mariane Lorente. A Julie Powell é a cara de uma nova geração apaixonada por cozinha. Apesar de meio atrapalhada, ela poderia ensinar as pessoas a reproduzirem receitas clássicas, com uma linguagem mais moderna, e sugerir cardápios para almoços entre amigos, jantares românticos etc. Seria como uma amiga da turma ensinando a cozinhar na TV.
 
Julie Powell poderia ter um canal no YouTube?
 
6. MRS. LOVETT, SWEENEY TODD (2007)
 

Laura Salaberry. Ela poderia comandar um programa sobre açougue. O programa poderia ser dividido em duas partes: a primeira focada na qualidade do produto. Ela mostra onde conseguir carne 100% orgânica, ou free-range meat. Também poderia mostrar carnes exóticas que as pessoas comem no mundo, como cavalo, coelho, pato, humanos… A segunda parte poderia ser focada em melhores cortes da carne, tipo: como desossar um porco ou qual a melhor técnica para retirar os corações de galinha.

 
Mrs. Lovett exploraria carnes exóticas…

7. VIANNE ROCHER, CHOCOLATE (2000)

Laura Salaberry. Acho que a Juliette Binoche, como Vianne Rocher em Chocolate, daria uma ótima apresentadora, seguindo a linha porn food da Nigella Lawson. Ela poderia fazer as receitas de chocolate, dando conselhos de relacionamentos para convidados do programa. Por exemplo: ela recebe um casal de velhinhos no programa e ensina a fazer chocolate com pimenta.
 

Mariane Lorente. Imagine ela ensinando a fazer chocolate e sensualizando (risos). Seria como a Nigella – um pouco mais discreta, talvez.

 
Vianne Rocher seguiria a linha de Nigella Lawson

8. BABETTE HERSANT, FESTA DE BABETTE (1987)

Guga Rocha. Imagine um programa chamado “Festa de Babette” em que aquela genial cozinheira clássica ensina receitas incríveis, como no filme. Eu seria, com certeza, um de seus telespectadores assíduos.
 
Cozinha clássica com Babette Hersant

9. CARL CASPER, CHEF (2014)
 

Laura Salaberry. O chef Carl Casper também teria um ótimo programa de gastronomia sobre food trucks. Ele pode tanto ensinar receitas cubanas como visitar outros food trucks. O filho dele poderia ser um dos convidados, como aprendiz, perguntando por que o chef usava aquela técnica ou se tem algum jeito mais fácil de fazer aquilo. Algo no estilo Louro José e Ana Maria Braga.

 
Carl Casper exploraria o universo dos food trucks com seu filho Percy

10. TED KRAMER, KRAMER VS. KRAMER (1979)

Laura Salaberry. Acho que o personagem do Dustin Hoffman em Kramer vs. Kramer, Ted Kramer, poderia ser legal também. Ele teria um programa estilo “Homens na Cozinha”, onde ensinaria receitas rápidas e práticas para uma vida de um pai solteiro cuidando dos filhos. Acho que esse tema é atual.
 
Ted Kramer traria receitas para pais solteiros

ENCONTROS INUSITADOS
 
Há formatos de programas que reúnem chefs com perfis bem diferentes na TV. Será que um intercâmbio entre filmes poderia resultar em grandes parcerias para um Master Chef ou Homens Gourmet?
 
-HOMENS GOURMET VERSÃO FEMININA
 
Kate Armstrong (Sem Reservas), Julie Powell (Julie & Julia), Vianne Rocher (Chocolate) e Amanda Shelton (Simplesmente Irresistível)
 

Guga Rocha. Sou louco por mulher cozinhando, acho lindo de ver. Minha avó paterna foi uma de minhas grandes mestras. Em sua cozinha aprendi as bases dessa arte, que é minha grande paixão. Imagine esse quarteto: Kate Armstrong, de Sem Reservas, Julie Powell, de Julie & Julia, Vianne Rocher, de Chocolate, e Amanda Shelton, de Simplesmente Irresistível. Um programa de TV delicioso, de dar água na boca!

 
-MASTER CHEF
 

Carl Casper (Chef), Julia Child (Julie & Julia) e Kate Armstrong (Sem Reservas)

Mariane Lorente. Sugiro um júri composto por Kate Armstrong, de Sem Reservas, que faria o papel da jurada chata, exigente e emburrada; Carl Casper, de Chef, que faria o papel do chef legal, descolado e que bateria de frente com Kate; e Julia Child, de Julie & Julia, que estaria acima do bem e do mal, elogiando os pratos bem feitos e criticando, com muita delicadeza, os pratos que não deram certo.

Fernando Zamith. Para mim, o trio seria este: Carl Jasper, de Chef; Alexandre Lagarde, de Como um Chef; e Kate, de Sem Reservas.
 
 
 
Recomendamos para você