Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

DEZ boleiros da ficção

Por Cintia Lopes
 
Não tem jeito. Por mais que se tente, fica difícil fugir do clima de euforia e ansiedade que toma conta da maioria das pessoas com a proximidade da Copa do Mundo.
 
A missão, definitivamente, não é das mais fáceis. E como o mando de campo desta vez será em terras tupiniquins, então, torna-se um atrativo a mais para fidelizar a torcida.
E se o interesse pela seleção canarinho está escasso, mas a admiração pelo futebol é grande, nada como rever grandes atuações na ficção. No cinema ou na TV também temos craques que deixaram suas marcas. Driblaram adversários, colocaram para escanteio as dificuldades, e arrancaram rumo ao gol sem deixar dúvidas: verdadeiros bons de bola.
 
Confira agora a seleção de DEZ boleiros da ficção que o SaraivaConteúdo preparou.
 
1. DUDA (CLAUDIO MARZO) EM IRMÃOS CORAGEM
O craque dos irmãos Coragem deixava os adversários comendo poeira. Grande sacada da autora Janete Clair, que introduzia pela primeira vez um personagem que conquistou a empatia do público masculino em telenovelas, justamente no ano do tricampeonato comandado por Pelé e companhia. Os dribles de Duda, que sai da pequena Coroado para conquistar a camisa 10 do Flamengo, fizeram tanto sucesso que a partir de então homens começaram a acompanhar a trama sem constrangimento. O último capítulo de Irmãos Coragem conquistou mais audiência do que a final da Copa daquele ano disputada no México e que consagrou o Brasil campeão.
Posição: atacante.
 
Duda em Irmãos Coragem
2. HELENO DE FREITAS (RODRIGO SANTORO) EM HELENO
No longa de José Henrique Fonseca, Santoro dá vida ao craque Heleno de Freitas. Além de reviver a trajetória do ídolo do Botafogo que morreu de sífilis em 1959, o ator também se esforçou pra não fazer feio. Teve aulas particulares com o ex-jogador Claudio Adão, emagreceu 12 quilos, e mostrou categoria nas cenas em que reproduzia os gols e jogadas de Heleno. Tudo para fazer jus ao impressionante recorde do jogador alvinegro: 209 gols em 235 partidas.
Posição: atacante.
                                                                                                       Rogerio Faissal
Rodrigo Santoro como Heleno
3.   ROBERT HATCH (SYLVESTER STALLONE) EM FUGA PARA A VITÓRIA
E na seleção de craques da ficção não poderia faltar um bom goleiro, certo? Em Fuga para a Vitória, Stallone se esforça para “fechar o gol” do time que tem a missão de vencer a seleção alemã durante a 2ª Guerra Mundial. Na pele de Hatch, ele até que se sai bem. A verdade é que o eterno Rocky não tem muito trabalho dentro de campo. Tudo porque seu time contava com nada menos que craques como Pelé e o lendário inglês Bobby Moore. Na época, com 40 anos, o Rei do Futebol rouba a cena ao fazer uma espetacular bicicleta seguida de gol no take final do filme dirigido por John Huston.
Posição: goleiro.
 
Sylvester Stallone em cena de Fuga Para a Vitória
4. TUFÃO, RONI, LEANDRO, HIRAN, JORGINHO E ADAUTO DE AVENIDA BRASIL
E quem não se lembra do clube mais famoso do horário nobre nos últimos anos? Estamos falando do idolatrado Divino Futebol Clube da novela Avenida Brasil. Depois de amargar anos na segunda divisão, o Divino alcança o apogeu com a ajuda dos craques Roni (Daniel Rocha), Leandro (Thiago Martins), Hiran (Bruno Gissoni) e do mediano Jorginho (Cauã Reymond), que seguia a cartilha de Romário nos velhos tempos e pouco treinava. O grande ídolo Tufão (Murilo Benício), mesmo depois de aposentar as chuteiras, ainda era considerado o eterno craque do clube. Mas é Adauto (Juliano Cazarré), o autor do gol de pênalti, que leva o Divino à primeira divisão.
Posição: atacante, meio-campo, centroavante, defesa e lateral direito.
 
Tufão, o eterno craque do clube
5.  DARIO (VINÍCIUS DE OLIVEIRA) EM LINHA DE PASSE
Dario (Vinícius de Oliveira) representa o retrato da realidade da maioria dos meninos que sonham em se tornar jogadores de futebol. No filme de Walter Salles e Daniela Thomas, Dario vive com a mãe e outros três irmãos na periferia de São Paulo. Aos 18 anos, ele sabe que as chances são cada vez mais escassas em função da idade avançada e corre contra o tempo participando de diversas peneiras de clubes de futebol de São Paulo. Um craque do tipo a ser descoberto e lapidado.
Posição: atacante.
 
Dario, do filme Linha de Passe
6.   AMADEO DE UM TIME SHOW DE BOLA
Era com o jogo de totó, também conhecido como pebolim, que o menino Amadeo “praticava” jogadas e desenvolvia técnicas para desbancar o adversário nesta animação argentina dirigida pelo “oscarizado” Juan José Campanella. Até que um dia, Amadeo é desafiado por Ezequiel, o valentão do bairro, que sofre uma derrota humilhante no tabuleiro. Anos mais tarde, ele é obrigado a encarar um novo duelo: só que desta vez num campo de verdade. É quando algo mágico acontece e os bonecos da mesa de jogo ganham vida para ajudar o companheiro de grandes jogadas. E Amadeo coloca em prática anos de treino com dribles e passes certeiros.
Posição: não definida. Às vezes atacante e meio-campista em outros momentos.
 
Um Time Show de Bola
 
7. DANNY MITCHELL (WILLIAM ASH) EM COM A BOLA TODA
No original Mad About Mambo, Danny Mitchel até que joga direitinho, mas falta um plus. O sonho dele é se tornar jogador profissional. Ele é aplicado e domina as jogadas, mas sabe que para se tornar um verdadeiro craque precisa de algo a mais. E quais são os jogadores referência pra ele? Brasileiros, claro. Se a técnica ele já domina, o que faltaria então? A ginga e malemolência do futebol tupiniquim. É justamente disso que ele sai em busca. Danny, então, resolve se matricular nas aulas de dança latina, e tem como professora Lucy McLoughlin (Keri Russell). Algumas aulas depois, ele já está dando um verdadeiro show em campo.
Posição: atacante.
 
Danny Mitchell em Com A Bola Toda
8. VIOLA HASTINGS (AMANDA BYNES) DE ELA É O CARA
Amanda Bynes interpreta uma garota fanática por futebol que resolve se passar pelo irmão gêmeo, Sebastian (James Kirk) para integrar a equipe masculina da escola, depois que seu time é cortado. Ela vai mantendo a dupla identidade na medida do possível. Mas logo começa a levantar suspeitas, principalmente depois que se apaixona pelo colega de dormitório. Mas em campo não tem pra ninguém. É dentro das quatro linhas que a garota mostra toda a sua versatilidade.
Posição: atacante.
 
Cena de Ela É O Cara
9. GARRINCHA (ANDRÉ GONÇALVES) EM ESTRELA SOLITÁRIA
Incorporar nas telas o maior ponta-esquerda de todos os tempos não é pra qualquer um. Por isso mesmo, André Gonçalves tem seu mérito e merece fazer parte da nossa seleção. O filme de Milton Alencar não chegou a ser um sucesso de público, mas a atuação de André foi marcada pela tentativa de reproduzir os tão famosos dribles de Garrincha e as conquistas fora de campo.
Posição: ponta-esquerda.
 
André Gonçalves como Garrincha
10. JULIETA (LUANA PIOVANI) DE O CASAMENTO DE ROMEU E JULIETA
Mais uma representante feminina da nossa seleção de craques, a Julieta de Luana Piovani se mostra uma competente centroavante do time do Palmeiras em O Casamento de Romeu e Julieta, de Bruno Barreto. Seu nome nada tem a ver com a heroína de Shakespeare. Trata-se na verdade de uma homenagem a dois ídolos palmeirenses: “Juli” de Julinho e “eta” de Echevarietta. Além de boa de bola, Julieta ainda tem energia para lutar por apoio e patrocínio para o time feminino do Palestra Itália.
Posição: centroavante.
 
Julieta, interpretada por Luana Piovani
 
 
Recomendamos para você