Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 12.04.2013 12.04.2013

DEZ beijos estranhos e engraçados no cinema

Por Andréia Martins
 
No dia 13 de abril comemora-se o dia do beijo. No cinema estão exemplos memoráveis de beijos arrebatadores, de tirarem o fôlego e de provocarem amor após o primeiro contato.
 
O SaraivaConteúdo resolveu deixar esses exemplos “fofinhos” de lado; listamos alguns dos mais estranhos e esquisitos beijos do cinema.
 
Veja se você se arriscaria a repetir algum destes:
 
 
 
 
A bitoca do astronauta George Taylor, interpretado pelo ator Charlton Heston, na macaca Zira, vivida por Kim Hunter, já mostrava até onde o amor dos humanos por animais pode chegar.
 
O beijo de George Taylor em Zira, em Planeta dos Macacos

2. O ILUMINADO (1980)

Um dos beijos mais horripilantes do cinema está nesta obra de Stanley Kubrick, protagonizada por Jack Nicholson. Na pele do perturbado Jack Torrance, Nicholson acha uma mulher tomando banho em uma das suítes do hotel. Eles se beijam, até que ele percebe o reflexo nada bonito dela no espelho. A linda mulher está em pleno estado de decomposição…
 
Um beijo leva o personagem Jack Torrance do céu ao inferno em O Iluminado

3. GHOST: DO OUTRO LADO DA VIDA (1990)

Pouca gente pode dizer que não chorou neste filme, um clássico dos anos 90. No entanto, uma das cenas do final é emocionante, mas também um pouco bizarra. Vocês já pararam para pensar como deve ser beijar uma “pessoa literalmente iluminada”?
Christopher Walken é o príncipe encantado às avessas preferido de Tim Burton. Por isso ocupa duas posições na nossa lista com seus beijos fatais. Em Batman, O Retorno, seu beijo em Michelle Pfeiffer foi mortal.
 
O beijo mortal de Christopher Walken em Batman, O Retorno

5. DEBI E LÓIDE (1994)

Jim Carrey, na pele de Lloyd Christmas, e Lauren Holly, a bela Mary Swanson, protagonizaram um dos beijos mais engraçados e estranhos do cinema ao mesmo tempo. Ele acontece em um momento romântico de Lloyd e Mary, a sós, com direito a uma sequência de “dança dos braços” da personagem de Lauren. A chama foi tanta que a dupla acabou se casando na vida real, mas o casamento durou menos de um ano.
 
Cena do beijo no filme Debi e Lóide

6. A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA (1999)

Christopher Walken ataca de novo em mais um filme de Tim Burton. Na produção, a inglesa Miranda Richardson foi beijada de um jeito “desnecessário” por Walken, que, literalmente, quase engoliu a atriz.
 
Christopher Walken e seu beijo guloso em A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça

7. O MAIS LOUCO VERÃO AMERICANO (2001)

Algumas pessoas simplesmente não têm talento para beijar. Entre elas, estão Paul Rudd e Elizabeth Banks, ou melhor, os personagens Andy e Lindsay, que protagonizaram um dos beijos mais deslocados de que se teve notícia no cinema.
 
O beijo deslocado de O Mais Louco Verão Americano
Os atores Jason Biggs e Sean William Scott tentaram dar um tom de romantismo ao beijo que protagonizaram na comédia norte-americana… Eles parecem apaixonados?
 
Jason Biggs e Sean William Scott em American Pie 2
No filme, Ricky Bobby (Will Ferrell) decide perder o medo de dirigir e vai disputar corridas. O final de uma disputa acirrada contra o adversário estrangeiro Jean Girrad, interpretado por Sacha Baron Cohen, é comemorado com um beijo bem “masculino” e engraçado. Os dois foram premiados pelo melhor beijo no MTV Movie Awards e repetiram a cena, de modo mais exagerado.
 
O beijo quase 'romântico' em Ricky Bobby – A Toda Velocidade

10. EU TE AMO, CARA (2009)

Esse é um dos exemplos de “como fazer de um beijo um dos momentos mais constrangedores da sua vida”. O personagem de Paul Rudd (ele de novo), Peter Klaven, aprendeu na marra. Sem amigos homens para sair e conversar, Peter decide conhecer alguns caras para ver se consegue ter um amigo… O que acontece? Numa dessas saídas, o outro cara resolver avançar o sinal e beija Peter no meio da rua, deixando-o completamente embaraçado.
 
Cena do beijo constrangedor em Eu Te Amo Cara
 
Recomendamos para você