Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.12.2013 30.12.2013

Das páginas para as telas: as grandes adaptações literárias nos cinemas em 2014

Por Edu Fernandes
 
Enquanto folheiam livros, as pessoas imaginam rostos para os personagens ali retratados. Quando os volumes viram filmes, as figuras que vivem naquelas páginas ganham a face de um ator e a magia acontece. Em 2014, as adaptações de obras literárias reservam grandes estreias.
 
Em 31 de janeiro, será a vez de conferir A Menina que Roubava Livros, baseado no best-seller homônimo. Na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial, a história acompanha Liesel (Sophie Nélisse, de O Que Traz Boas Novas), que encontra nos livros um alívio para o contexto sombrio no qual está inserida.
 
O longa foi indicado ao Globo de Ouro de trilha musical. Há esperança de que a Academia de Hollywood se lembre dele nas indicações ao Oscar
 
PELOS OLHOS DE MAISIE E AUTORES CLÁSSICOS
 
As obras de escritores renomados são constantemente revisitadas pela sétima arte. Em 2014, haverá a chance de entrar em contato com Henry James, Charles Dickens e J. D. Salinger; por exemplo.
 
Escrito por Henry James e publicado originalmente no final do século 19, Pelos Olhos de Maisie ganha uma versão contemporânea no cinema. O longa deve ser lançado em 10 de janeiro.
 
Cena do filme Pelos Olhos de Maisie
 
Uma menina (Onata Aprile) é usada como joguete pelos pais divorciados. Beale (Steve Coogan, de Ruby Sparks: A Namorada Perfeita) e Susana (Julianne Moore, de A Família Flynn) estão mais preocupados com suas carreiras do que com a filha. A briga é mais impulsionada pelo ódio mútuo do que pelo amor que sentem por Maisie. Todos os conflitos são observados na tela pelo ponto de vista da garota.
 
Enquanto o romance de James ganha uma roupagem moderna, a obra de Dickens é retratada em sua própria época na nova adaptação de Grandes Esperanças. A jornada do protagonista ? de órfão a figura expressiva na sociedade ? tem no elenco Helena Bonham Carter (O Cavaleiro Solitário), Ralph Fiennes (007: Operação Skyfall) e Sally Hawkins (Jane Eyre). O lançamento está programado para 18 de abril de 2014.
 
Entre os documentários, os cinéfilos terão a oportunidade de ver a vida do reservado autor de O Apanhador no Campo de Centeio. Memórias de Salinger deve chegar aos cinemas em 14 de fevereiro.
 
QUANDO EU ERA VIVO E OS BRASILEIROS
 
O cinema nacional também explora a literatura como fonte de inspiração para roteiros. Marco Dutra (Trabalhar Cansa) volta ao gênero do suspense em Quando Eu Era Vivo, baseado no romance A Arte de Produzir Efeito Sem Causa, de Lourenço Mutarelli.
 
Cena do filme Quando Eu Era Vivo
 
O filme conta a história de um homem que perde tudo e precisa voltar a morar com o pai. O contato com antigos objetos da família intensifica a crise do protagonista. O lançamento está programado para 31 de janeiro de 2014.
 
A onda de cinebiografias e documentários sobre grandes nomes da música brasileira tem continuidade em 2014 com Tim Maia, baseado no livro Vale Tudo – O Som e A Fúria de Tim Maia. A estreia deve acontecer em 14 de março de 2014.
 
OPERAÇÃO SOMBRA – JACK RYAN E OUTRAS FRANQUIAS
 
O agente da CIA Jack Ryan faz uma nova incursão no cinema. O personagem criado por Tom Clancy já protagonizou os filmes Caçada ao Outubro Vermelho (1990), Jogos Patrióticos (1992), Perigo Real e Imediato (1994) e A Soma de Todos os Medos (2002). Em Operação Sombra: Jack Ryan, a expectativa é que tenha início uma franquia.
 
Cena do filme Operação Sombra – Jack Ryan
 
O agente agora é vivido por Chris Pine (Além da Escuridão: Star Trek). Ele precisa parar um ataque terrorista que pode acabar com a economia dos Estados Unidos. A estreia está marcada para 7 de fevereiro.
 
Se Jack Ryan se encaminha para começar uma série de filmes, outras franquias baseadas em livros serão finalizadas em 2014 (mais ou menos). A primeira parte de Jogos Vorazes: A Esperança deve ser lançada em 14 de novembro de 2014; a segunda em 2015. Por sua vez, O Hobbit – Lá e de Volta Outra Vez chega aos cinemas em 12 de dezembro de 2014 para concluir a jornada de Bilbo narrada no romance de Tolkien.
 
Recomendamos para você