Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 18.01.2010 18.01.2010

Creuzebeque, vai começar a baixaria

Por Vinicius Valente

O ano de 1995 foi marcado por um fenômenosimultâneo nas escolas brasileiras. Crianças dos quatro cantos do país eramexpulsas de sala diariamente por cantar versos de uma música constrangedorapara os ouvidos dos professores mais conservadores. Porém, depois de algumtempo, percebeu-se que não havia como tirar a letra de “Sabão crá-crá” dacabeça dos estudantes, pois a canção era apenas parte de outro fenômenoestrondoso, que foi além do público jovem, alcançando adultos, crianças eidosos de todo o país.

Para relembrar o sucesso absoluto dos MamonasAssassinas, a Rede Globo apresentou ,em julho de 2008, o especial Por toda aminha vida – Mamonas Assassinas, que conta a trajetória da banda de Guarulhos desdea formação até a morte dos cinco integrantes em um acidente de avião, em março1996. O DVD do documentário já está à venda na Saraiva.com.br.

A apresentação da história de Dinho(vocalista), Sérgio Reoli (baterista), Samuel Reoli (baixista), Bento Hinoto(guitarrista) e Júlio Rasec (tecladista) ficou por conta de Fernanda Lima. Alémda atriz, o diretor Ricardo Waddintgon reuniu imagens de arquivo, depoimentosde familiares, amigos, personalidades para falar da trajetória da banda. Dentreos entrevistados estão o apresentador Fausto Silva e o jornalista EduardoBueno, biógrafo do grupo. Para ilustrar as histórias contadas pelosentrevistados, Waddington contratou atores muito parecidos fisicamente com osintegrantes para compor algumas cenas de dramatização. Sem nenhuma formaçãomusical, o elenco teve que se preparar bastante para interpretar osirreverentes Mamonas. Após uma pequena introdução sobre os integrantes, odocumentário mostra, aos poucos, como as letras escrachadas de “Vira-vira”,“Robocop gay” e “Pelados em Santos” foram conquistando o público brasileiro,ultrapassando a marca de dois milhões de álbuns vendidos em apenas sete meses.

O documentário termina de forma dramática,assim como a carreira dos Mamonas Assassinas. Os depoimentos mais emocionadosforam guardados para o final, quando a encenação chega à parte do acidente dodia 2 de março de 1996. Abanda voltava de um show feito em Brasília em seu jato fretado com a intençãode descansar para a série de shows em Portugal que teriam pela frente. Porém, oavião não chegou a pousar no aeroporto, chocando-se contra a Serra daCantereira, em São Paulo. Por toda a minha vida – Mamonas Assassinas foi escrito por Maria Camargo etem reportagem de Fernanda Scalzo e redação final de George Moura.

Entretanto, parece que apenas a exibição de um programaespecial não é suficiente para matar a saudade dos fãs. Em julho de 2009ocorreu a pré-estréia em Guarulhos de Mamonas pra sempre. Este documentáriodemorou seis anos para ser produzido e mostra de forma não-cronológica atrajetória da banda. O longa dirigido por Cláudio Kahns tem 84 minutos de duração e traz cenas inéditas, incluindogravações feitas pelos próprios Mamonas em suas turnês e apresentações. Mamonas pra sempre foi exibido na 33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, no ano passado, e está programado para passar na 13ª Mostra de Cinema de Tiradentes, no dia 24 de janeiro.  Alémdisso, o documentário vai darorigem a um filme de ficção, com previsão de lançamento para 2010.

 

> Confira Mamonas Assassinasna Saraiva.com.br

> Confira o site oficial de Mamonas, o filme

> Assista ao trailer de Mamonas, o filme

Share |

Recomendamos para você