Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

‘Constantine’ se mantém fiel à HQ

Por Willians Glauber
 
A nova aposta da DC Comics e da Warner Brothers Television é a adaptação para a TV da jornada do personagem principal da HQ Hellblazer.
 
Depois de estrear com sólida audiência nos EUA, a série, que ganhou o título de Constantine, finalmente chega ao Brasil em 7 de novembro, a partir das 22h30, pelo canal Space.
 
Toda a trama gira em torno de John Constantine, exorcista, demonologista e mestre das artes ocultas.
 
Ele é o responsável por enviar os demônios que circulam pela Terra de volta ao inferno, lugar para onde sua alma foi condenada. Enquanto livra a humanidade das personificações do mal, ele busca a própria salvação.  
 
DA HQ PARA O CINEMA
Mas antes mesmo de ser cogitado para ganhar vida na TV, o protagonista dos quadrinhos chegou aos cinemas no longa-metragem Constantine, de 2005.
 
“A primeira impressão do fã [da HQ] ao assistir a Constantine é de estranhamento, mas o personagem e alguns de seus elementos mais marcantes estão ali”, analisa Salvador Camino, idealizador e editor da revista Ambrosia.
 
A POPULARIDADE NOS QUADRINHOS
Constantine apareceu pela primeira vez na HQ “A Saga do Monstro do Pântano”, em 1985. O sucesso foi tão grande entre os leitores que em 1988 o ocultista ganhou sua própria edição impressa, sob o título de “Hellblazer”.
 
Ele foi criado por Alan Moore (que se inspirou no cantor Sting para estabelecer a aparência do personagem), Steve Bissette e Jamie Delano. Nos quadrinhos, ele conquistou uma legião de fãs ao longo de 25 anos, com 300 edições publicadas.
 
Elenco da série
 
“John Constantine é talvez um dos personagens mais ricos dos quadrinhos”, enfatiza Julio Monteiro de Oliveira, editor da Mythos Editora e profundo conhecedor do universo de HQs e graphic novels.
 
Por ser complexo e inserido em contextos repletos de acontecimentos marcantes, o protagonista possui determinadas características que por si só criam o mito em torno da história em quadrinhos, independente de qual aventura ele viva.
 
Logo, seja para qual meio for a adaptação, personificar o protagonista como ele pede é muito mais relevante do que as histórias apresentadas.
 
CONSTANTINE NA HQ, NA SÉRIE E NO FILME
“Ele é o típico canastrão bancando o autêntico. É egoísta, mentiroso e manipulador. Nem luta pelas utopias dos super-heróis, nem é um cínico completo incapaz de pensar nos outros”, explica o editor.
 
Um perfil bem trabalhado por Matt Ryan, que interpreta o ocultista na TV. Britânico na vida real, o ator tem a mesma nacionalidade que o personagem; além disso, os produtores fizeram questão de deixá-lo o mais próximo possível daquilo retratado nas HQs: loiro, com seu sobretudo bege, camisa branca e gravata.
 
Ryan estudou a personalidade de Constantine e conseguiu expressá-la com uma atuação atenta aos detalhes, uma assertividade que Reeves não atingiu nos cinemas.
No filme, o protagonista é moreno, norte-americano, certo demais de suas atitudes e destemido. Características que fogem do perfil arrogante, inseguro e sem controle do personagem original, que coloca Constantine em muitas enrascadas mortais nos quadrinhos.
 
Cena do filme Constantine
 
AS SEMELHANÇAS ENTRE O FILME E A SÉRIE
A bissexualidade de Constantine na HQ é algo momentaneamente descartado pelos roteiristas da série e não abordado no filme de 2005.
 
E ao contrário dos rumores de que o vício do protagonista pela nicotina (sua marca registrada nos quadrinhos) não seria representado na TV, o personagem mantém os cigarros sempre por perto, mesmo sem tragar em nenhuma cena.
 
Tanto no cinema quanto na televisão, a história se passa nos EUA; já na HQ, há diversas tramas que acontecem na Inglaterra, dada a origem do protagonista.
 
JUS AO LEGADO DE “HELLBLAZER”
E mesmo com tramas originais, a adaptação televisiva manterá fidelidade à essência e a muitos arcos de histórias da HQ.
 
“A série se mostra muito mais fiel aos conceitos que são apresentados nas HQs do que o filme de 2005. O personagem tem um senso de humor irônico que cativa; mesmo o público que não o conheça dos quadrinhos pode simpatizar com ele”, conta Beto Menezes, chefe de reportagem do site Cinema em Série.
 
ASSISTA AO TRAILER DA SÉRIE…
 
 
…E DO FILME
 
 

Qual você prefere?

 
 
Recomendamos para você