Bel Sanmax por Bel Sanmax Filmes e séries 09.04.2018 09.04.2018

Como Kristen Stewart se tornou uma das atrizes mais celebradas de sua geração

Desde que completou sua participação na saga Crepúsculo, em 2012, ela tem trabalhado bastante, mas talvez você não soubesse disso.

Foram cinco anos de presença constante em manchetes internacionais, não só pelo fenômeno cultural gerado pelos filmes, mas também por conta do escrutínio de sua vida pessoal.

Porque as mulheres dominam os cinemas em 2018

Kristen começou a atuar profissionalmente aos oito anos, e redirecionou sua carreira para a linha que já seguia antes de ser tornar Bella Swan, aos 17 anos: produções mais artesanais e com maior liberdade criativa, menos influenciadas pelas demandas da ‘máquina’ da indústria do cinema.

Na Estrada, Garotas do Rock e Corações Perdidos são alguns exemplos de seus filmes durante esse período. Antes, ela já havia sido reconhecida como um talento promissor por suas participações em Na Natureza Selvagem e Férias Frustadas de Verão.

Lua Cheia

Kristen Stewart em evento da Chanel, por Lindsey Byrnes, para a revista Vogue US.

Não que Kristen tenha alguma vez reclamado ou criticado a notoriedade que a saga Crepúsculo conferiu à sua vida, pelo contrário: “As pessoas têm todo o direito de falar merda sobre Crepúsculo, mas há algo que me deixa infinitamente orgulhosa sobre esse trabalho. Minha memória de tudo ainda me traz muitas coisas boas”.

DVD Coleção A Saga Crepúsculo - Completa Limitada - 5 Discos

DVD Coleção A Saga Crepúsculo - Completa Limitada - 5 Discos (Cód: 4887613)

R$79,90 em até 2x de R$ 39,95 sem juros Quero este produto

Kristen nunca escondeu seu desinteresse em ser uma estrela de cinema, rejeitando a ideia de talhar a carreira rumo ao ideal de longevidade e poder, visto como o mais alto posto alcançável pelos padrões hollywoodianos.

“Sou obcecada em ignorar o conceito de que estamos criando produtos. Eu realmente escolho todos os meus projetos com base no desejo de simplesmente fazer aquela história acontecer” – Kristen Stewart

Para acomodar seus impulsos criativos, Kristen se voltou ao cinema europeu e a projetos de estúdios independentes. Em 2015, ela foi escolhida como a melhor atriz coadjuvante nos prêmios Cèsar, o mais importante do cinema francês, por seu papel em Acima das Nuvens. Ela foi a primeira atriz norte-americana a receber o reconhecimento.

O apelo de Kristen, que já foi a atriz mais bem paga do mundo, se dá justamente por sua capacidade de se projetar com autenticidade, dentro e fora das telas.  

“Kristen Stewart é real. Real de uma forma tão brusca e sem vergonha que pode parecer desconcertante (…) Críticos podem zombar de seus lábios, seu toque de cabelo, sua gagueira; mas Stewart é o tipo de atriz com a capacidade de não tentar sufocar esses tiques e manias, e entende que esse tipo de estranheza é o que define a humanidade em sua forma mais honesta (…) Nada é suprimido por ela, pois ela se mantém inteiramente disponível para a câmera” – Resenha do jornal britânico The Independent, que apontou Kristen como a melhor atriz de sua geração

De alma aberta

Kristen Stewart em campanha para a Chanel. Imagem: Divulgação

Kristen, que em 2017 confirmou sua bissexualidade, decidiu falar sobre o assunto ao perceber que o silêncio poderia implicar que ela se envergonhava de suas escolhas. “Antes, quando eu namorava com Rob (Robert Pattinson, coprotagonista da saga Crepúsculo), eu escondia tudo sobre nós para evitar que meu relacionamento fosse trivializado”, compara.

Para muitos críticos e especialistas em cinema, Kristen foi esnobada pela Academia ao não ser indicada na categoria de melhor atriz, no Oscar 2018. Sua atuação em Personal Shopper, do mesmo diretor de Acima das Nuvens, foi considerada uma das melhores do ano.

“Eu não posso ser outra coisa senão eu (…) Conheço atores que dizem: ‘Ah, esse papel não tem nada a ver comigo, é apenas o personagem’. E eu penso: ‘Sim, mas é a sua interpretação do personagem’. Porque você nunca pode ficar longe de ser você” – Kristen Stewart

Garota-propaganda da Chanel, Kristen se diz confortável em viver de acordo com seus próprios termos, sem obrigação de se encaixar em modelos e ideais de celebridade. “Não é confuso para mim (ser bissexual). Na realidade, é o oposto”, explica ela, que personifica um novo momento cultural e social, no qual a expressão livre e sem preconceitos tem espaço na conversa.

Os 5 melhores filmes de Kristen Stewart pós-Crepúsculo

Acima das Nuvens, Camp X-Ray, Personal Shopper, Para Sempre Alice, Certas Mulheres. Imagens: Divulgação

Personal Shopper (2016)

O papel que rendeu à Kristen as melhores resenhas de sua carreira (e para muitos especialistas e críticos, uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz em 2018 seria merecida). Em sua segunda parceria com o diretor Olivier Assayas, ela vive Maureen, assistente de compras de uma modelo. Maureen também é médium. Ela mora e trabalha em Paris, de onde não quer ir embora sem conseguir entrar em contato com o irmão gêmeo, que morreu na cidade.

Acima das Nuvens (2014)

No projeto que lhe rendeu o prêmio Cèsar, Kristen contracena com Juliette Binoche, a protagonista. Juliette é Maria Enders, uma atriz conhecida internacionalmente, que passa pelo crepúsculo da carreira. Kristen vive Valentine, a dedicada assistente de Maria, que a acompanha em um retiro nas montanhas. As duas trocam confidências e questionamentos sobre suas vidas, enquanto Maria se decide se aceita ou não um papel controverso. Dirigido por Olivier Assayas.

Marcados pela Guerra (2014)

Kristen interpreta uma soldado, Amy, que forma um elo inesperado com um dos presos, acusado de terrorismo e detido na controversa prisão na base norte-americana na Baía de Guantánamo, perto de Cuba. Amy é uma recém-chegada que enfrenta preconceito de seu comandante por ser mulher e também encontra dificuldades em se adaptar ao novo ambiente.

Para sempre Alice (2014)

Kristen é Lydia, a filha da personagem principal, Alice, vivida por Julianne Moore. Alice é diagnosticada com Alzheimer, e Lydia divide com a mãe o luto e a aceitação da doença. Julianne recebeu o Oscar de Melhor Atriz pelo papel.

Para sempre Alice

Para sempre Alice (Cód: 10055263)

R$19,90 em até 1x de R$ 19,90 sem juros Quero este produto

Certas Mulheres (2016)

Kristen divide com Laura Dern e Michelle Willians o protagonismo da história, que narra as trajetórias de três  mulheres da cidade de Montana, nos Estados Unidos. Elizabeth é uma estudante e professora de Direito, que se apaixona por uma aluna e enfrenta dificuldades para cultivar sua carreira.

Recomendamos para você