Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 20.04.2012 20.04.2012

Com quase 60 anos de idade, Liam Neeson consagra-se como astro de filmes de ação

Por Edu Fernandes

O norte-irlandês Liam Neeson tem em seu currículo filmes de diversos gêneros. Contudo, nos últimos anos, o ator tem se mostrado um eficiente herói em filmes de ação. A Perseguição, o mais recente título do gênero estrelado por ele, será lançado no Brasil no dia 20 de abril.
 
Na produção, Liam interpreta Ottway, um dos sobreviventes de um acidente aéreo no meio do gelo ártico. O protagonista e os demais passageiros que resistiram à queda precisam vencer o frio, as adversidades naturais e um bando de lobos famintos.
 
O diretor Joe Carnahan, que já trabalhou com Neeson em Esquadrão Classe A, falou ao site Complex sobre a contribuição do astro para seu mais recente filme. “Liam traz muita experiência no rosto – dá pra ver”, relatou. “Não consigo imaginar outra pessoa no papel. Ele o incorporou perfeitamente”.
 
 
 
A jornada do herói
 
Antes de iniciar sua carreira de ator e assumir o posto de astro de ação, Liam Neeson já tinha um bom preparo físico. Até os 17 anos de idade, ele foi boxeador amador.
 
Em entrevista ao site AskMen, o ator fala de como sua experiência nos ringues o ajudou na carreira nas telas. “O boxe me ensinou a ter disciplina”, explica. “O esporte me preparou para a rotina de trabalho no set de filmagem – sair da cama às 5 da manhã, trabalhar até 7 da noite, manter o condicionamento físico, fazer um jantar saudável e ir para a cama”.
 
No entanto, a inspiração para dedicar sua vida às artes foi mais religiosa do que física. Liam decidiu ser ator depois de ver um pastor protestante. “Ele tinha uma presença magnífica e era incrível assistir a esse homem de mais de 1,80 m”, falou à rede televisiva inglesa BBC.
 
Depois de peças de teatro, Neeson resolveu dedicar-se ao cinema. Sua primeira chance na sétima arte se concretizou por causa de seu 1,93 m de altura – e foi em um filme com cenas de ação.
 
Para o elenco de Excalibur (1981), o diretor John Boorman procurava por um ator de grande estatura para viver Gawain. A ideia era criar uma forte cena quando o personagem duela com Lancelot, papel de Nicholas Clay.
 
Em 1990, quase dez anos depois de sua estreia na telona, Liam Neeson tem a chance de assumir o cargo de protagonista pela primeira vez – em mais um filme de ação, apesar de ter elementos de terror.
 
Darkman – Vingança sem Rosto conta a história de um cientista em busca de vingança depois de ter seu rosto deformado em um acidente.

Dois anos depois, Neeson tem um desempenho elogiado em Uma Luz na Escuridão (1992) no papel de um nazista. Graças a esse trabalho, o ator chamou a atenção de Steven Spielberg.

 
Este lhe ofereceu o personagem que daria a Liam sua indicação ao Oscar. A Lista de Schindler (1993) também se passa durante a Segunda Guerra Mundial.
Liam Neeson (de chapéu) em cena do filme A Lista de Schindler
De mentor a herói
 
Em 1999, com Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma, começa uma série de papéis coadjuvantes em que Neeson desempenha a função de mentor do herói. Essa sequência de trabalhos – que inclui Gangues de Nova York (2002), Cruzada (2005) e Batman Begins (2005) – levaram-no aos heróis de filmes de ação que interpreta atualmente.
 
Em 2006, Liam divide a tela com o ex-007 Pierce Brosnan em À Procura de Vingança. A partir daí, o norte-irlandês começa a ser visto como astro de ação.
 
A confirmação veio com Busca Implacável (2008). Neeson reconhece a importância do filme para o presente momento de sua carreira em entrevista ao Daily Record. “É sério, desde que esse despretensioso Busca Implacável foi lançado, estão me oferecendo esses thrillers assassinos”, disse.
 
Enquanto a virada profissional se concretizava, a vida pessoal sofria um baque. Em 16 de março de 2009, Liam teve de abandonar às pressas as filmagens do drama O Preço da Traição para visitar sua esposa, a também atriz Natasha Richardson, no hospital. Ela tinha sofrido um acidente de ski que a vitimaria no dia 18 do mesmo mês.
 
Em 2010, Neeson retorna aos filmes de ação com uma participação em 72 Horas. No título, ele é novamente o mentor do personagem principal.
 
No mesmo ano, volta a encarnar um protagonista explosivo em Esquadrão Classe A – no filme, ele aceitou o desafio de interpretar um personagem que já era tão conhecido e amado por causa do seriado que deu origem ao roteiro.
 
Em 2011, estrela Desconhecido, uma história com ares de Alfred Hitchcock. Depois de A Perseguição, ainda está para ser lançado Battleship – Batalha dos Mares, previsto para 11 de maio.
 
Quanto tempo ainda o ator irá se envolver em filmes do gênero? No programa televisivo The Graham Norton Show, Neeson confessou os obstáculos que chegam com a idade. “Amo fazer minhas cenas de ação, mas é difícil”, afirmou. “Estou fazendo 60 anos em 2012 e está cada vez mais complicado”.
 
Se, por enquanto, Liam Neeson convence como herói de filmes de ação no cinema, em casa ele não consegue ser durão com seus dois filhos. “Eu tento ser esquentado às vezes, mas meus filhos não caem nessa”, disse o astro ao Daily Record.
 
Assista ao trailer de A Perseguição:
 
Recomendamos para você