Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 06.06.2013 06.06.2013

Cansado das séries norte-americanas? Conheça as de outros países

Por Willians Glauber
 
Rien de tel qu'une bonne histoire. Ingenting som en bra historia. Nothing like a good story. Nada como uma boa história. Não importa se ela é contada em francês, sueco ou inglês, uma boa trama sempre terá espaço para quem gosta de acompanhar personagens e situações intrigantes.
 
Apesar do sucesso mundial das séries estadunidenses e da difusão de algumas produções britânicas, outros países além de Estados Unidos e Inglaterra também produzem seriados para a TV com a mesma qualidade (e algumas vezes até melhor) que aquelas que estamos acostumados a assistir.
 
“A indústria de Cinema americana é gigante, eles possuem muito dinheiro para fazer as produções e pessoas muito especializadas para fazê-las também. A forma americana virou o padrão, e nos acostumamos com ele”, comenta o estudante italiano Mattia Ambrosini, que acompanha a série francesa Les Revenants.
 
E para mostrar essa diversidade de produções, o SaraivaConteúdo selecionou séries da França, Canadá, Austrália e Suécia para você conhecer novas tramas internacionais. A maioria delas pode ser assistida em canais a cabo no Brasil.
 
OS MORTOS-VIVOS FRANCESES
Les Revenants aborda um assunto delicado de uma maneira bastante interessante: e se você recebesse na sua casa a visita de um ente querido que já morreu?
 
É exatamente esse o enredo da série francesa. De repente, em uma cidade da França, os mortos começam a sair do cemitério e ocupam a cidade. Eles retornam para suas casas e não se lembram de quando morreram, achando que a vida está seguindo normalmente, exatamente a partir do momento em que faleceram.
 
Na série francesa Les Revenants, os mortos levantam do cemitério e voltam às suas vidas normalmente, como se nada tivesse acontecido
 
Depois de milhares deles retornarem à vida, o fenômeno inexplicável para. Agora, o desafio é tentar introduzir essas pessoas novamente às suas rotinas e famílias. Todos retornam, sem exceções – assassinos e bandidos estão entre eles.
Les Revenants não tem previsão de estreia no Brasil
 
A FICÇÃO CIENTÍFICA CANADENSE
Num futuro com uma realidade não muito distante da nossa, as grandes corporações governam por meio de um sistema opressivo, e rebeldes querem voltar ao passado para matar os ancestrais daqueles que estão no governo. Esse é o pano de fundo da série canadense Continuum, uma ficção científica que se passa no ano de 2077 e está em sua segunda temporada.
 
A série canadense Continuum é cheia de efeitos especiais e recheada de tramas que envolvem viagem no tempo e tecnologias futurísticas
 
Ao longo dos episódios, a policial Kyra tem que ir até o passado para impedir que terroristas mudem os rumos do futuro. Eles conseguiram retornar décadas atrás através de uma fissura temporal.  
 
Kyra chega ao passado munida de tecnologia futurística, que naquele período não funciona direito. Depois de conseguir ajuda, ela passa a trabalhar com outros policiais do passado para capturar os terroristas.
Continuum – canal Space
 
AS AUSTRALIANAS
“Não é que as séries de fora são de fácil acepção. O X da questão está no fato de elas estimularem o seu público a pensar, criando assim uma ligação entre o espectador e a trama que está sendo mostrada”, diz Caio Viana, crítico e editor do site Plano Crítico.
 
Essa ligação entre a série e quem assiste pode ser feita das maneiras mais inusitadas possíveis. Como, por exemplo, colocar-se no lugar de um documentarista que procura boas histórias e pessoas para serem documentadas, enredo da série de comédia Chandon Pictures. Entre elas, acompanhar o testamento de um homem em fase terminal, a rotina de um cachorro e até uma traição envolvendo esposa e marido.
 
Chandon Pictures é uma comédia australiana que mostra as tentativas frustradas de um documentarista para filmar boas histórias
Chandon Pictures – canal Cinemax
 
Já a série Underbelly acompanha crimes de todas as espécies que aconteceram pela Austrália em épocas diferentes. Prestes a estrear a sexta temporada em 2013, a produção traz uma história diferente em cada uma das cinco temporadas anteriores.
A cada ano da série, você acompanha os chefes do crime de uma determinada cidade da Austrália, em um certo período da história. A quarta temporada, por exemplo, foi baseada em eventos reais, como o comércio de maconha e o sindicato de drogas que influenciou os crimes no país entre os anos de 1976 e 1987.
 
Underbelly é uma série antológica, que a cada temporada acompanha crimes e assassinatos cometidos em diferentes momentos da história da Austrália
Underbelly – canal +Globosat
 
OS HUMANOIDES SUECOS
“É bem provável que quando vão escolher uma série para assistir, se souberem que é, por exemplo, sueca ou dinamarquesa, as pessoas podem ficar com um pouco de preconceito, acharem que a produção não é tão profissional, que é muito alternativa”, analisa o italiano Ambrosini.
 
Mas quando você conhecer o enredo da série sueca Real Humans (ou Äkta Människor, em seu idioma original), seus preconceitos podem desaparecer. Em um mundo paralelo, os humanos precisam conviver com os chamados "hubots", robôs que poderiam facilmente ser confundidos com qualquer homem ou mulher de carne e osso, não fosse pela incapacidade deles de demonstrarem sentimentos.
 
Real Humans é uma produção sueca que traz a discussão de como seriam nossas vidas caso convivêssemos com robôs humanoides
 
Essas máquinas fazem todo tipo de trabalho e oferecem serviços à humanidade. Mas a semelhança com os humanos e o modo como se infiltram na vida das pessoas chegam ao ponto de alarmar a sociedade, e alguns se revoltam e reivindicam a interrupção da fabricação desses robôs.
Real Humans – canal Max
 
 
 
 
 
Recomendamos para você