Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 22.07.2010 22.07.2010

Brothers & Sisters – A Família Americana na TV

Por Diogo Brüggemann*

Brothers & Sisters é a prova de que uma série simples, sem grandes efeitos especiais ou agentes do FBI ainda tem seu espaço na TV norte-americana. Após quatro bem sucedidas temporadas na rede ABC, a adorável família Walker voltará em setembro para o quinto ano. Na trama, uma mãe e seus cinco filhos lutando por seus sonhos, construindo suas carreiras e administrando suas famílias. É apostando na simplicidade que Brothers & Sisters se consolidou como a série que melhor representa a família americana da atualidade.

Composta por um elenco excepcional, encabeçado por Sally Field no papel da matriarca Norah Walker, a série já concorreu a inúmeros prêmios Emmy e Globos de Ouro. A veterana Sally Field, ganhadora de dois Oscar, também levou um Emmy por seu papel na série. Outros nomes de peso que compõem a série são Rachel Griffiths (de Six Feet Under), no papel de Sarah Walker, a irmã mais velha; Calista Fockhart (de Ally McBeal), como a republicana Kitty McCallister; Rob Lowe, vivendo o senador Robert McCallister; e Patrícia Wettig (de Prison Break), no papel de Holly Harper, ex-amante do marido de Norah.

Logo na primeira temporada da série somos surpreendidos pela morte repentina de William Walker, que deixa sua esposa, Norah, com cinco filhos já adultos. Os mais velhos, Sarah e Tommy, tomam conta dos negócios da família, a distribuidora de alimentos Ojai Foods, que está em crise. Kitty, a única republicana numa família de democratas, conhece o senador McCallister, com quem se casa. O advogado Kevin é gay e também forma sua família ao lado do chef de cozinha Scotty. O filho mais novo, recém-chegado da guerra do Afeganistão, é Justin. Mas tudo muda quando eles descobrem que William tinha um outro filho, fora do casamento. A princípio todas imaginam que é Rebecca, filha de Holly, a amante. Mais tarde descobrem que William possuía outras amantes, e que na verdade, o sexto filho era Ryan.

As tramas da série são os dramas da vida de qualquer pessoa. Não existem vilões ou mocinhos, todos passam por bons e maus momentos. Sarah se separa do marido, Tommy descobre que é estéril, Kitty tem câncer, Kevin e Scotty tentam adotar um bebê enquanto Justin, depois de servir também na guerra do Iraque, luta para se tornar um médico, após casar-se com Rebecca. Nada de sobrenatural, nem de tiroteios ou perseguições, explosões ou histórias complicadas, Brothers & Sisters é simples e, por isso, tocante.

Além disso, a série trouxe temas polêmicos ao horário nobre da TV norte-americana. Foi a primeira série a discutir abertamente a política americana, as guerras do Afeganistão e do Iraque. Ambientada em Pasadena, na Califórnia, onde o casamento gay foi liberado por alguns meses, para logo depois ser proibido, a série mostrou o primeiro casamento entre duas pessoas do mesmo sexo na TV americana, e durante todas as suas temporadas, nunca demonstrou pudor ao abordar a homossexualidade. O personagem Kevin troca beijos e carinhos poucas vezes vistos na TV aberta dos Estados Unidos.

Na quinta temporada, mais emoções estão previstas. Após a falência da Ojai Foods, Sarah, Norah e Holly descobrem um aquífero nas terras deixadas por William. O último episódio do quarto ano da série também terminou com um grande acidente de carro envolvendo vários integrantes da família Walker. Temas como a campanha de Kitty para o senado, a possibilidade de Saul, irmão de Norah, ser HIV positivo e a indecisão de Justin quanto a ir para o Haiti ou ficar junto à esposa serão abordados na quinta temporada da série. Emocionantes respostas esperam os fãs de Brothers & Sisters.

*Diogo Brüggemann cursa Letras – Literatura Inglesa na Universidade Federal de Santa Catarina, tendo estudado Cinema na New York University. Ele também é vendedor da Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi, em Florianópolis.

Recomendamos para você