Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 09.11.2011 09.11.2011

Brasil vai montar musical do filme Priscilla, A Rainha do Deserto, com estreia prevista para 2012

Por Andréia Silva
Na foto, o elenco de Priscilla
 
Perto de completar duas décadas desde sua estreia no cinema, Priscilla, A Rainha do Deserto agora começa a sua estrada nos palcos. O musical, que está em cartaz na Broadway (em Nova York) e na Austrália, chega em 2012 aos palcos brasileiros.
 
Foram cinco meses de seleção com os mais de dois mil atores inscritos para a versão nacional do musical. O elenco traz nomes de peso quando o assunto é musical, como Saulo Vasconcelos, já velho conhecido do público de musicais como Fantasma da Ópera, Lês Misérables, A Bela e a Fera Ainda, A Noviça Rebelde, Cats e Mama Mia, com o qual está em cartaz.
 
Para viver o trio de protagonistas, foram escalados o veterano Ruben Gabira, que viverá Bernardette, Luciano Andrey, no papel de Mitzi (Tick), e o brasiliense André Torquato, que vai dar vida a Felicia (Adam). Saulo fará o papel do mecânico Bob.
 
“A peça traz um clima leve, mas as personagens não deixam de ter seus dramas, como o meu personagem”, conta Saulo. Segundo o ator, sua intenção inicial era fazer uma das protagonistas, mas, ao verem sua foto e experiência, os responsáveis pela produção americana do musical acharam que ele seria ideal para interpretar Bob.
 
“Quando assisti ao filme pela primeira vez, eu disse a mim mesmo: um dia eu vou viver esse personagem no teatro. O filme me impactou, assim como a personagem. Agora, estou aqui”, conta Gabira. “O que mais me chama atenção na história é o modo como ela acontece, a tolerância entre os três e a amizade que nasce daquela aventura, uma coisa meio mambembe”, diz o ator.
 
Veterano em musicais, já tendo participado das montagens de A Chorus Line, Miss Banana, A Estrela Dalva, Dzi Croquettes, Não Fuja da Raia, Brasil 70 Musical, entre outros, Gabira está de volta ao Brasil depois de 12 anos fora. Para ele, a maior surpresa é ver como a cena dos musicais mudou no Brasil. “Sou da geração de Claudia Raia, Raul Gazola, Thales Pan Chacon, e na nossa época era difícil fazer uma montagem dessas, até o público não era assim tão fã do formato. Hoje, a gente tem esse boom de musicais; antigamente, era um musical por ano e centenas de atores disputando, e hoje o público se rendeu”, diz ele.
 
O caçula do trio é André Torquato, que, na quarta peça de sua carreira, se prepara para viver seu primeiro protagonista. O ator conta que a maratona de testes foi das mais pesadas – ele diz que ainda está ensaiando para subir ao palco de salto alto – e que está ansioso com o papel, por ser diferente dos outros, já que ele costuma fazer papeis de mocinho.
 
“Esse personagem tem momentos mais densos, o que vai ser bom para mim. Tenho uma amiga que diz que fazer o primeiro protagonista é como o primeiro sutiã. Nesse caso, eu estou fazendo o meu primeiro protagonista e usando meu primeiro sutiã”, brinca Torquato.
 
A direção geral do espetáculo é de Simon Philips, que também dirigiu o musical na Austrália. O projeto ainda conta com Almali Zraik na produção-geral, a coreógrafa Tania Nardini e Miguel Briamonte na direção musical.
 
Agora, enquanto espera o mês de janeiro para iniciar os ensaios, parte da trupe embarca para Nova York para experimentar os figurinos luxuosos de Bernardette e companhia. Ao todo, o elenco traz 27 atores. A estreia está marcada para março de 2012, no Teatro Bradesco, em São Paulo.
 
 
 
 
Confira trechos do musical, em cartaz na Broadway:
 
 
 
 
 
 
O Filme
Priscilla, A Rainha do Deserto foi lançado em 1994 e trazia no elenco o trio Hugo Weaving, Guy Pearce e Terence Stamp como as drag queens protagonistas. Dirigido por Stephan Elliott, recebeu, entre outros prêmios, o Bafta de melhor figurino e maquiagem e o Oscar de melhor figurino, ambos em 1995. A trilha sonora é um dos pontos altos do filme, com grandes hits como “I Will Survive”, “Say a Little Prayer”, “It’s Raining Man”, entre outros.
 
 

 
Recomendamos para você