Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 14.01.2013 14.01.2013

Blogueiros literários, seu dia a dia e suas estantes

Por Marcelo Rafael
 
Aquele livro novo ganhou uma pilha na livraria e está dando o que falar, mas você não sabe do que se trata. Ou ao final daquela obra que te prendeu do começo ao fim e que vai te deixar com saudades, você vai procurar informações sobre ela para ver se batem com suas opiniões.
Em cada uma dessas situações, você recorre a quem? Aos blogs literários. Depois de checar as notícias sobre o título, muitos leitores querem mesmo é saber a opinião de outros leitores apaixonados por literatura. Aqueles que, abnegadamente, leem pilhas de livros – às vezes, de obras que não gostam – em meio aos outros afazeres.
Em tempos em que muita gente se pendura em memes das redes sociais, esses blogueiros arranjam tempo para ler e escrever, dedicando-se ao português correto e à literatura.
A internet está recheada deles. Ceile Moraes, do Este Já Li, promove gincanas pelo Twitter. Tiny Little Things, de Tatiana Feltrin, fez uma crítica voraz de Cinquenta Tons de Cinza antes de ele bombar nas livrarias.
Mas não é nada fácil se dedicar aos livros e aos leitores. Isso consome tempo e vida pessoal. É o que contam três blogueiros de diferentes cantos do país.
Agnes Carvalho de Jesus tem 22 anos e é de Salvador. Estudante de Arquitetura na UFBA, também é estagiária e freelancer, e arranja tempo para se dedicar ao Rascunhos & Borrões só depois das 23h. “Costumo também finalizar minhas leituras nesse horário e escrever logo, com a história bem recente e viva na minha mente”, comenta.
Ela considera a principal dificuldade justamente o tempo: estar antenada para ler, para pensar nas resenhas e para inovações para o blog. Pensou em largar tudo logo no início, quando o Rascunhos & Borrões era apenas um diário pessoal de desabafos e as editoras não faziam parcerias.
Mas, em 2005, aproveitando o tempo livre da maior greve das universidades federais que o país já teve, reformulou o layout, apagou alguns textos e fez novas parcerias com editoras.
E coisas curiosas acontecem. Ela conta que resenhou um livro onde ocorria traição dentro de um casamento. “Escrevi que entendia a traição no contexto em que estava inserida. Acredita que teve gente pensando que eu apoiava a infidelidade?”, comenta.
BLOG DÁ TRABALHO
Gleice Couto tem 31 anos e mora no Rio de Janeiro. Com graduação em jornalismo, ela está no último ano de Administração e ainda finaliza seu primeiro livro, uma fantasia infantojuvenil.
Seu Murmúrios Pessoais existe desde 2007 e, além dos textos, conta com vídeos e entrevistas. Assim como o de Agnes, Murmúrios também era um blog pessoal que se tornou especializado em 2011.
Cansaço? “Blog dá trabalho, mas é algo que tem que ser feito com amor”, confessa Gleice. Como não é remunerada, ela considera que não precisa se estressar com os textos. Mas isso também não deve ser desculpa para um trabalho de qualidade duvidosa. “Precisa de disciplina e conhecimento. Todo dia gasto, em média, de 2 a 3 horas para elaborar os posts, divulgar nas redes sociais, interagir com outros blogs”, afirma.
 
Gleice: nunca pensou em desistir e adora fazer os vídeos
Mas, para deixar de ser pessoal e passar a atender ao público, é preciso ler as mais variadas obras. “Quando o blog tem parceria com editoras, ele está sujeito a tudo. Sua mente tem que estar aberta para outros gêneros que comumente não leria. Mas é importante intercalar com livros que se adequam mais ao seu perfil também, afinal, ninguém é de ferro”, comenta.
É nessas horas que ela se dá ao luxo de fugir dos romances açucarados, dos quais não gosta muito. Já Agnes foca nos clássicos, aventura, dramas e romances históricos.
 
BLOGOSFERA AGITADA
Wallace Carvalho é um jovem morador de Franca, no interior de São Paulo. Com apenas 17 anos, além do blog, está no início da faculdade de Direito. Blogar não estava em seus planos até 2011. “Na minha cidade, até pouco tempo atrás, não tinha livraria e muito menos clube do livro. Meus amigos não tinham o hábito de ler. Aí, criei o Ecolivros”, conta.
Como Gleice, ele chama atenção para o fato de que uma novidade rapidamente é postada em centenas de outros blogs do gênero. “Então, no blog, conto um pouco sobre meus hábitos de leitura, dou minhas opiniões”, acrescenta.
Wallace já quis desistir, de início. “Parecia que eu estava escrevendo apenas para mim mesmo; afinal, quem tem um blog escreve para ser lido”, diz. Mas quando os pageviews aumentaram, não pensou mais em parar.
 
Wallace: não define dias para postar e prefere escrever aos finais de semana, para não atrapalhar o dia a dia
Essa maratona na frente da estante e do computador pode parecer monótona e solitária. Mas não é não. Amizades surgem na blogosfera. “A comunicação entre blogueiros é enorme, não só na questão de um comentar no blog do outro. Fiz grandes amizades na blogosfera, de frequentar minha casa e tudo”, conta Gleice.
Agnes também já fez amizades em função dos livros. “Conheci pessoas da minha própria cidade e montamos um Clube do Livro que já se reúne há três anos! Também costumo receber cartas do pessoal da fanpage, com marcadores e outros mimos”.
Já Wallace mantém contato com Matheus, do Vida de leitor, e com Leonardo, do Um leitor a mais.
E o negócio é tão organizado que foi arquitetada até uma votação para os destaques literários de 2012, com Gleice Couto e Ceile Moraes à frente. O público e outros blogueiros podem votar até 15 de janeiro.

ESTANTES

As estantes são o xodó do mundo literário, sejam virtuais ou reais. Os blogueiros contam como arranjam espaço e como gostam de manter suas coleções de livros.
ESTANTE RASCUNHOS E BORRÕES
"Minha estante são, na verdade, três prateleiras abarrotadas de tudo quanto é tipo de livro. Aqui em casa todo mundo é apaixonado por livros, daí que não tem espaço para nada!”, conta Agnes. “Minha mãe seleciona mensalmente alguns para doar para sebos e para a biblioteca da cidade natal dela. Às vezes guardo alguns exemplares no meu quarto, no meu guarda-roupa… Tudo esperando que o espaço se multiplique! É tenso”, brinca.
ESTANTE MURMÚRIOS PESSOAIS
“Minhas estantes – são 4 – já foram mais organizadas, confesso. Mas é que chegam livros toda semana, então fica difícil de manter do jeito que considero ideal. Mas, basicamente, separo os livros por ordem alfabética de editoras. É, eu sei, é um pouco esquisito, mas é assim que me acho”, conta Gleice.
ESTANTE ECOLIVROS
“Organizo meus livros por editora, e os livros que ainda não li ficam em uma prateleira separada. Este ano adquiri muitos livros, por isso não estão cabendo mais na estante; então, por enquanto, estou deixando-os em caixas, até comprar outra estante”, diz Wallace.

Leia mais no Almanaque Saraiva de janeiro: Blogs literários, os aliados das editoras

 
As estantes são o xodó do mundo literário
 
 
Leia também nossa matéria Blogs Literários, os aliados das editoras clicando aqui.
 
 
 
Recomendamos para você