Bel Sanmax por Bel Sanmax Livros 12.01.2019 12.01.2019

Decifre os mistérios e origens de Black Mirror: Bandersnatch

Black Mirror, a série antológica do Netflix, sempre rendeu muitas discussões quanto ao teor de suas narrativas provocativas sobre o lado sombrio da natureza humana. Black Mirror: Bandersnatch levou o ‘hype’ da série a uma verdadeira fascinação coletiva. Inovador e vanguardista no gênero, o episódio especial foi desenvolvido para que os rumos da trama fossem interativos, através de escolhas feitas pelo espectador.

Ambientado em 1984, o filme confia ao público o poder de definir o destino de Stefan, um programador que tenta adaptar como um game o livro-jogo (mais sobre o gênero literário abaixo).

Interatividade

Protagonizado por Fionn Whitehead, do filme Dunkirk, a narrativa começa solicitando aos espectadores que escolham entre decisões aparentemente triviais, como o tipo de cereal para o café da manhã do personagem.

O que se segue quanto às definições de caminho para o personagem aumenta continuamente em complexidade. Há dez finais possíveis para o desfecho do episódio-filme, e o tempo do programa varia de acordo com cada um.

Para quem assistiu e está cheio de dúvidas quanto aos segredos e inspirações de Bandersnatch, entenda as inspirações culturais e filosóficas por trás do programa do Netflix.

*PARA QUEM NÃO VIU, O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS*

Escolha Sua Aventura

Black Mirror: Bandersnatch. NETFLIX

O livro fictício que dá origem a toda a trama, Bandersnatch, não é uma modalidade literária criada pela mente dos produtores de Black Mirror, e é um estilo literário: livros-jogo. Criados em meados de 1960, o auge do consumo das obras atingiu o pico de popularidade nas décadas de 1980 e 1990.

Os exemplares são novelas de ficção, com a continuidade da história a cargo do leitor. A cada ponto chave da narrativa, o legente é demandado a fazer escolhas.

Assim, dependendo da opção, a história segue em uma página pré-determinada. Não existe uma sequência linear, da mesma forma como vemos Stefan fazer enquanto pesquisa em Bandersnatch, o livro, as alternativas possíveis.

Portanto, pode-se ler as obras diversas vezes, e o final da trama apresenta diversos desfechos.

O gênero dos livro-jogos contém subcategorias: “Escolha Sua Aventura” e “RPG de aventura solo”.

Oi? Explica melhor

O Abominável Homem Das Neves - Col. Escolha Sua Aventura 1 - Nova Ortografia

O Abominável Homem Das Neves - Col. Escolha Sua Aventura 1 - Nova Ortografia (Cód: 5022593)

R$ 32,90 R$17,90 em até 1x de R$ 17,90 sem juros Quero este produto

Vamos lá.

Escolha sua Aventura: obra de ficção com tramas de estilo novela, com ambientação em mundos de fantasia, com múltiplas opções de finais e trajetórias.

RPG de Aventura Solo: uma combinação de dois livros. Um do tipo “Escolha sua Aventura”, a história principal, mas para seguir na trama, o leitor deve se guiar por manuais à parte. Estes ditam as regras da trajetória, no estilo RPG (role-playing game), e podem ser manuais base de uma série de livros “Escolha Sua Aventura”.

O RPG é em sua base uma aventura em grupo, com um mestre a direcionar a fábula. Com o livro de aventura solo, os fãs de RPG podem “jogar” sozinhos.

O Livro da Magia - Rpg Mutantes & Malfeitores

O Livro da Magia - Rpg Mutantes & Malfeitores (Cód: 3096042)

R$ 35,00 R$30,90 em até 1x de R$ 30,90 sem juros Quero este produto

Psicodélico

Black Mirror: Bandersnatch. NETFLIX

As histórias e experiências metafóricas vividas por Alice, nos livros “No País das Maravilhas” e “Através do Espelho”, de Lewis Carroll, foram inspirações claras para a trama de Bandersnatch. Stefan, assim como a personagem, perde um dos pais, sua mãe, com quem era mais próximo e definiu sua personalidade.

O mesmo se passa com Alice, cujo pai, seu maior incentivador, quanto à sua mente imaginativa e vanguardista, morre quando ela era criança. Stefan e Alice são criados pelos pais viúvos, e ambos forçam os filhos a traçar planos de vida aos quais não são suas escolhas.

O coelho branco de Stefan, sua conexão com a busca da verdade quanto à sua identidade, é o catalisador de seu ‘mergulho’ à busca de seu livre-arbítrio, assim como acontece com Alice.

Ela segue o animal e cai em um buraco, o que a leva a uma busca repleta de questionamentos.

Alice Através do Espelho

Alice Através do Espelho (Cód: 9719700)

R$34,90 em até 1x de R$ 34,90 sem juros Quero este produto

Buraco Existencialista

A criatura Bandersnatch em três versões: no livro de Lewis Carrol, no desenho feito pelo autor do livro Bandersnatch, Jerome, e na versão corpórea vista por Stefan. Crédito: Wikicommons e Netflix

Quando está no ‘buraco’, Alice é confrontada com sua primeira escolha: comer um biscoito ou beber uma poção. Cada uma delas surte um efeito. Este é o mesmo mote da história de Stefan, após mergulhar no complexo projeto de programar o game, baseado no livro Bandersnatch.

Durante a passagem pelo “País das Maravilhas”, Alice é levada a decifrar dentro de si a diferença entre o que realmente deseja versus o que acredita desejar. Ao fim da trama, ela assume o controle de suas decisões, impulsionada pela confiança em agir, nascida de sua jornada de autodescobrimento.

Stefan também ‘mergulha’ nessa viagem ao inconsciente, guiado pela memória marcante do dia da morte da mãe, a qual definiu os rumos de toda a vida. Em uma de suas linhas de tempo, inspirado pelos ensinamentos de Colin, de que o tempo não existe como o percebemos, ele volta ao passado ao atravessar o espelho (como faz Alice em “Através do Espelho”).

Esta versão do final da história em Black Mirror é o mais poético, já que ele sempre quis ter ido com a mãe na viagem de trem que a matou, e encontra o coelho a tempo. Stefan criança é Stefan adulto, e ele toma a decisão consciente de ir acompanhá-la, mesmo sabendo o que aconteceria.  

História Sem Fim

Alice No País Das Maravilhas

Alice No País Das Maravilhas (Cód: 10183976)

R$ 24,90 R$21,90 em até 1x de R$ 21,90 sem juros Quero este produto

Alice e Stefan, à parte do termômetro moral de suas ações, se libertam do controle mental embutido pelos que os rodeiam, quando se apoderam do controle de seus destinos, seguindo seus reais desejos.

Se o “País das Maravilhas” e os encontros com o monstro PAX e o desmascaramento do programa PAC são reais, fruto da imaginação de Alice e Stefan, ou alucinações provocadas por alucinógenos, fica por conta de o telespectador decidir. Não há resposta certa.

Mais Alice

Black Mirror: Bandersnatch. NETFLIX

Bandersnatch é um termo cunhado por Lewis Carroll em 1871, e aparece no poema “Jabberwocky”, de “Alice Através do Espelho”. Descrito pelo autor como um “animal fabuloso”, o termo é definido pelo dicionário inglês Oxford  como “uma criatura mítica imune a subornos e capaz de se mover rapidamente”.

Claramente, a inspiração para o demônio PAX, palavra pronunciada da mesma maneira que PAC, parte da possível conspiração à qual Stefan passa a acreditar que o controla. Da mesma maneira que os animais e personagens aos quais Alice encontra seriam possíveis associações de seu inconsciente a pessoas reais de sua vida, em Bandersnatch, há os mesmos paralelos.

Colin, como se acredita nos inúmeros fóruns de discussão de Bandersnatch, poderia ser o Gato de Cheshire, ou o Gato que Ri. Colin sempre aparece e desaparece inusitadamente, declara para Stefan que eles estão “no fundo do buraco”, e o instrui a como sair dele. Outro ponto similar: o Gato, assim como Colin, sempre oferece duas escolhas como conselhos. Os olhos de Colin, na cena em que os dois tomam LSD, se associam curiosamente aos de um felino.  

 

Recomendamos para você