Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 30.11.-0001 30.11.-0001

As viagens dos Beatles estão de volta

Por Felipe Candido
 
O ano de 2012 está sendo de muitas comemorações para os fãs de um dos grupos mais emblemáticos da história da música mundial: The Beatles. Apesar de ter sido criada em 1960, na cidade britânica de Liverpool, foi em 1962, ou seja, há exatos 50 anos, que o grupo ficou com sua clássica formação: Paul McCartney, John Lennon, Ringo Starr e George Harrisson.
 
E não foi somente na música que o quarteto inglês gravou seu nome. O grupo se aventurou pelos caminhos da sétima arte, fosse ela nas telas grandes do cinema ou nas da TV. Ao todo, entre os anos de 1964 e 1967, os jovens músicos protagonizaram cinco longas-metragens, alguns com grande sucesso de crítica e público; outros, um pouco menos compreendidos. Mas, independente da reação dos espectadores, os filmes marcaram época e mostraram esse grande fenômeno mundial que foi além das paradas de sucesso musicais.
 
Agora, dois desses importantes filmes retornam às lojas, em edições restauradas e remasterizadas, para delírio dos beatlemaníacos brasileiros. É hora de embarcar nas psicodélicas aventuras do quarteto de Liverpool.
 
O lançamento de Magical Mistery Tour em DVD e Blu-ray, que acontece em 8 de outubro, foi supervisionado por Paul Rutan Jr. da Eque Inc., a mesma empresa responsável pela restauração de Yellow Submarine. O trabalho de trilha sonora foi feito no Abbey Road Studios por Sam Okell e Giles Martin. Para alegria dos fãs, a nova edição contém uma série de conteúdos especiais, como imagens inéditas. Há entrevistas recentes com Paul McCartney, Ringo Starr e outros membros do elenco do filme e da produção, bem como comentários em áudio do diretor gravado por Paul.
 
Capa de 'Magical Mystery Tour'
 
VIAGENS FANTÁSTICAS E PSICODÉLICAS
 
Mas o que esses dois filmes, além do time de protagonistas, têm em comum? A resposta é simples: em ambos os Beatles embarcaram em viagens inusitadas. Se em Yellow Submarine a aventura em animação se passa debaixo d’água, Magical Mistery Tour narra o quarteto pelas estradas da Inglaterra.
 
Porém, em Yellow Submarine, os Beatles tinham a missão de salvar Pepperland de maldosos invasores que queriam acabar com a música e terminaram por conhecer diversos mares do mundo imaginário, repleto de cor e psicodelia. Já em Magical Mistery Tour, os músicos empreendem uma viagem de tom mais anárquico, sem uma narrativa linear, composta de cenas que aparentemente não fazem sentido, mas que garantem a graça e o humor inusitado e non-sense do filme.
 
Magical Mistery Tour foi recebido com muitas críticas pelo público e especialistas na época. É um dos pioneiros em um tipo de humor característico da Inglaterra, que anos mais tarde consagraria grandes comediantes britânicos, como os integrantes do coletivo Monty Python e Rowan Atkinson, criador do famoso personagem Mr. Bean.
 
Agora, com a volta às prateleiras das lojas, The Beatles mostra porque é considerada uma das bandas mais importantes da história, não só pela trajetória do quarteto no universo musical, mas também como ela foi importante em outras áreas como o cinema.]
 
UM QUINTO BEATLE
 
Capa do livro 'Magical Mystery Tours – Minha Vida com os Beatles'

Tony Bramwell pode ser considerado um quinto Beatle. Ele acompanhou de perto a carreira dos músicos desde o início da banda até seu fim e escreveu um livro contando suas experiências ao lado do quarteto de Liverpool (Magical Mistery Tour – Minha Vida com os Beatles, Ed. Seoman). Então, ninguém melhor do que quem viu de perto para contar um pouquinho dessa história:

 
“Trabalhei com os Beatles entre 1961-1973 e ainda tenho contato regular com o Paul McCartney! Como ele mesmo disse: ‘Se quiser saber algo sobre os Beatles, pergunte ao Tony Bramwell. Ele se lembra de mais coisas do que eu.
Meu contato com eles começou bem cedo. Era amigo de infância de três dos Beatles, em Liverpool. No dia 27 de dezembro de 1960, resolvi assistir a uma comentada nova banda cujo cartaz dizia: The Beatles, direto de Hamburgo. Ao pegar o ônibus 81 para ver o show, encontrei meu velho amigo George Harrison, que me disse que ele era um dos Beatles. Curiosamente, o pai de Harrison dirigia o mesmo ônibus. Esse show pode ser considerado histórico. Foi o último show sem gritos histéricos! Acompanhei toda a carreira e a trajetória do grupo, inclusive as gravações dos filmes. Agora que Magical Mistery Tour será remasterizado e relançado, estou ansioso para rever aquela experiência. Ainda mais porque o lançamento será na véspera do aniversário de meu amigo [John Lennon]”, finaliza o autor e amigo.
 
 
Recomendamos para você