Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 26.07.2012 26.07.2012

As várias faces do Homem-Morcego

Por Edu Fernandes
 
Depois de sete anos a frente do personagem, o ator Christian Bale despede-se do super-herói sombrio em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge. O filme estreia no Brasil dia 27 de julho.
 
Dessa vez o grande vilão é Bane (Tom Hardy), um mercenário com planos de instaurar o caos em Gotham City. Há também no enredo a participação da Mulher Gato (Anne Hathaway), uma ladra muito sensual e habilidosa. A fita coloca fim à trilogia comandada pelo diretor Christopher Nolan (A Origem).
 
Se a escalação do inglês Bale para viver um personagem americano pode parecer estranha, o Homem-Morcego já foi loiro ou barrigudinho em produções passadas. Batman é um figura recorrente em filmes, seriados e animações. Diversos atores já tiveram a honra de usar a máscara do justiceiro.
 
A primeira lembrança é do seriado estrelado por Adam West, mas o que pouca gente sabe é que antes desse programa televisivo, outras produções transformaram a Gotham City dos quadrinhos em produções com atores de carne e osso.
 
A primeira empreitada do herói no cinema foi em Batman, de 19434. Ainda sob os efeitos da Segunda Guerra Mundial, o inimigo do herói é um maligno cientista japonês.
 
Dr. Daka transforma homens em zumbis elétricos e cabe ao Homem Morcego vivido por Lewis Wilson a missão de detê-lo.
O ator Adam West só entraria nessa história mais de vinte anos depois, em Batman – O Homem Morcego (1966). O filme inspirou o famoso seriado de três temporadas, 120 episódios e muitas onomatopeias nas cenas de luta.
 
Ao final da série, West tinha 40 anos de idade e estava um tanto fora de forma para viver o herói. O programa saiu do ar, mas o ator teve a chance de emprestar sua voz para Batman nas animações.
 
Nicole Kidman é o par romântico de Val Kilmer em Batman Etername
Cena do filme Batman – O Retorno
Em 1989 foi a vez do diretor Tim Burton levar o visual sombrio que já havia explorado em Os Fantasmas se Divertem (1988) e dirigir dois longas ambientados em Gotham City. Para o papel título foi escalado Michael Keaton.
 
Burton confessa não ser leitor dos quadrinhos e não ter se preocupado em ser fiel às origens do personagem. Mesmo assim, seus filme agradaram os fãs, que na época não estavam acostumados a ver seus heróis das HQs na tela grande, ao contrário da pluralidade que o gênero oferece atualmente.
 

Em Batman, o vilão é Coringa (Jack Nichelson). Já em Batman – O Retorno (1992), a ameaça é dupla, com a presensa de Pinguim (Danny DeVito) e Mulher Gato (Michelle Pfeiffer). Burton abandona a cadeira de diretor e passa apenas a produzir os filmes do herói mascarado a partir de 1995. 

 
Para dirigir Batman Eternamente foi chamado o irregular Joel Shumacher (Número 23). Outra escolha ousada foi a de Val Kilmer e seu topete louro para viver Bruce Wayne.
 
No filme há a primeira aparição de Robin (Chris O'Donnell) e os vilões são Charada (Jim Carrey) e Duas Caras (Tommy Lee Jones).
 
Em 1997, Shumacher volta a dirigir outro filme da franquia, dessa vez com George Clooney na pela do herói.
 
Batman & Robin traz os vilões Hera Venenosa (Uma Thurman) e Dr. Freeze (Arnold Schwarzenegger), além da aparição da Batgirl (Alicia Silverstone).
 
  Cartaz do filme Batman – O Homem Morcego
Cena do filme Batman & Robin
Essa é uma das produções estreladas por Batman que mais desagradou aos fãs. Tanto que, depois dela, foram necessários quase dez anos para que um novo filme fosse lançado.
 
Em 2005 começa a trilogia de Nolan com Christian Bale no papel principal. A origem do herói é recontada para que não haja qualquer relação com os filmes anteriores.
 
Em Batman Begins, os vilões Ra's Al Ghul (Ken Watanabe) e Espantalho (Cillian Murphy). Ambos não estão entre os mais populares malfeitores já enfrentados pelo mascarado nos quadrinhos.
 
Com Batman – O Cavaleiro das Trevas (2008), Nolan consegue algo que poucos achavam possível: elevar o nível que ele próprio havia estabelecido no filme anterior. A atuação de Heath Ledger no papel do Coringa ajudou a engrandecer a fita. Há também a aparição de Duas Caras (Aaron Eckhart).
 
O arco dramático pensado por Nolan se fecha em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, que se passa oito anos depois do filme anterior. Ao que tudo indica o Homem Morcego não deve voltar às telas do cinema tão cedo. Contudo, um personagem tão marcante não consegue ficar para sempre fora de vista.
 
Assista ao trailer de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge:
 
 
 
Recomendamos para você