Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 14.04.2014 14.04.2014

As mulheres fortes do filme ‘Divergente’

Por Edu Fernandes
 
Já faz tempo que as meninas não se contentam mais com o posto de donzelas em perigo. Elas querem heroínas fortes, que realmente tomem atitude para resolver seus problemas. É para esse público que existe Divergente (Paris), adaptação cinematográfica do best-seller de Veronica Roth que chega aos cinemas brasileiros em 17 de abril.
O filme traz uma galeria invejável de personagens femininas, que determinam o destino do enredo visto na tela. Esses papéis são defendidos por atrizes talentosas e reconhecidas.
A história se passa em um futuro distópico, quando a humanidade se isolou em cidades muradas, guardada de ameaças desconhecidas. Dentro desse ambiente, a sociedade é dividida em facções, cada uma com sua função específica para manter a ordem.
Nesse cenário, quando os jovens chegam à idade adulta, eles fazem um teste que determinará em qual facção se encaixam. Logo depois, em uma cerimônia, os jovens escolhem seu caminho. Essa decisão é irrevogável e quem se arrepende torna-se um “pária”.
A protagonista é Beatrice (Shailene Woodley, de Os Descendentes), que nasceu na facção Abnegação, dedicada à caridade e ao governo. Quando ela faz o teste, o resultado é inconclusivo, o que faz dela uma divergente, algo proibido e visto como uma ameaça à paz.
 
Família de Beatrice se reúne antes da cerimônia de decisão
Quem aplica o teste é Tori (Maggie Q, de Nikita), pertencente aos Audaciosos, facção de guerreiros. Ela aconselha Beatrice a permanecer na Abnegação para não levantar suspeitas e revelar sua verdadeira natureza. Mais adiante, Tori se provará fonte de outras dicas para a personagem principal.
Apesar do aviso inicial, Beatrice decide pela Audácia, para tristeza de seus pais. Natalie (Ashley Judd, de Invasão à Casa Branca) é a mãe dela e demonstra ter mais conhecimentos sobre os meandros dessa sociedade do que se pode supor por sua aparência inocente.
 
Beatrice faz amigos dentro da facção Audácia
Quando chega à facção escolhida, Beatrice deverá passar por uma série de provas para ser aceita. Os candidatos que se saírem mal serão expulsos e se tornarão párias. Nessa empreitada, ela é acompanhada por novos amigos: entre eles está Christina (Zoë Kravitz, de Depois da Terra), que abandonou a facção Franqueza – dos juristas e advogados – para se integrar aos Audaciosos.
Além dos perigos das provas, há outra preocupação na cabeça de Beatrice. A facção Erudição, dedicada às ciências, considera que a Abnegação não está desempenhando bem seu papel e pretende tomar o poder.
 
Jeanine é a vilã de Divergente
Parte desses planos inclui uma caçada ostensiva aos divergentes. A líder da Erudição é Jeanine (Kate Winslet, de Contágio), que demonstra muita determinação em alcançar seus objetivos escusos.
Se o futuro de Beatrice reserva muitos perigos, para a franquia Divergente as coisas são mais auspiciosas. O sucesso que o filme tem acumulado em todo o planeta já garantiu a produção de uma sequência. As gravações de Convergente devem começar em maio, e o lançamento do longa está agendado para março de 2016.
Veja o trailer de Divergente:
 

 
 
Recomendamos para você