Bel Sanmax por Bel Sanmax Música 18.06.2018 18.06.2018

As 10 melhores músicas da carreira solo de Paul McCartney

A primeira vez que James Paul McCartney, nascido em 18 de junho de 1942, pegou em uma guitarra ele tinha 14 anos. Seu pai, Jim, era músico e tinha uma banda de blues, e sempre incentivou Paul e o irmão caçula, Michael, a tocarem instrumentos.

Piano ele aprendeu de ouvido, apesar de o pai insistir que ele fizesse aulas. A primeira guitarra de Paul foi um presente indireto do pai: ele lhe deu um trompete de aniversário, o qual Paul foi logo trocar por uma guitarra acústica, aos 14 anos. O Rock ‘n’ Roll dominava o mundo, e Paul estava fascinado por Chuck Berry, seu ídolo.

New - Deluxe

New - Deluxe (Cód: 5582153)

R$ 39,90 R$24,90 em até 1x de R$ 24,90 sem juros Quero este produto

Paul, que mais tarde se tornou o baixista canhoto mais conhecido do planeta, percebeu que não seria capaz de tocar a guitarra do lado direito, e adaptou as cordas para o lado esquerdo.

1963, o ano em que Os Beatles mudaram a música

Quando sua mãe morreu subitamente de embolismo, no mesmo ano, ele se voltou para a música. No ano seguinte, ficou amigo e se uniu a outro jovem músico de Liverpool, cidade na Inglaterra onde cresceu: John Lennon, então com 17 anos.

Ícone

Foto de domínio público

São 62 anos dedicados à música, 13 deles como parte da banda mais influente e famosa da história, Os Beatles. Paul é um dos músicos e compositores mais bem-sucedidos do mundo.

Sgt. Pepper’s: 50 anos da maior revolução dos Beatles

Quando a banda terminou, Paul lançou dois álbuns solo, em 1970 e 1971, inteiramente compostos e musicados por ele, a parte de algumas colaborações. Em 1971, ele se uniu à mulher, Linda McCartney (nos vocais de apoio), e ao amigo Danny Laine, para formar um conjunto chamado Wings. A banda durou até 1979, e os sete álbuns lançados foram certificados com discos de platina.

Paul Mccartney - Pure Mccartney - 2 CDs

Paul Mccartney - Pure Mccartney - 2 CDs (Cód: 9344862)

R$ 42,90 R$29,90 em até 1x de R$ 29,90 sem juros Quero este produto

Desde 1980, Paul nutre uma carreira solo muito bem-sucedida: são 18 prêmios Grammy e 32 singles que atingiram o topo das paradas. Paul continua caindo na estrada, e só no Brasil ele já se apresentou 24 vezes, desde 1990.

Entenda um pouco mais sobre os 10 maiores hits de Paul McCartney, que em 18 de junho completa mais um ano de existência.

1- Maybe I’m Amazed – McCartney, 1970

Paul & Linda. Crédito: Wikimedia Commons

O maior sucesso solo de Paul foi gravado no estúdio dele em casa, e é uma carta de amor a Linda McCartney. Simples e sincera, Paul declara como esse amor mudou sua vida. A magia da canção se dá por conta de que a música tem um final súbito, quase uma surpresa, um simbolismo de que a história desse amor ainda não teve fim. O sucesso da canção se deu seis anos depois de criada, quando Paul gravou uma versão ao vivo durante a turnê Wings Over America, de 1976.

Ouça Maybe I’m Amazed

Box - Paul Mccartney Celebration

Box - Paul Mccartney Celebration (Cód: 9915253)

R$179,90 em até 5x de R$ 35,98 sem juros Quero este produto

2 – Band on The Run – Band on the Run, 1973

Paul amava ser músico, e o fim dos Beatles não mudou isso. Se alguém questionava a capacidade de Paul de liderar sua própria banda, Band on the Run foi a faixa que desmistificou tais suspeitas. A letra  faz alusões ao fim dos Beatles, à “fuga” de uma prisão do Rock ‘n’ Roll e enumera dicas de como se desvencilhar do passado.

Uma das frases ditas por George Harrison, que notoriamente detestava a parte dos negócios, durante uma das reuniões executivas, foi incorporada à letra: “Se algum dia conseguirmos sair daqui”. Paul sendo Paul, a canção é alegre, dançante, mesmo que a letra seja sobre partes menos agradáveis da vida com os Beatles.

Ouça Band on the Run

Man on the run: Paul McCartney nos anos 1970

Man on the run: Paul McCartney nos anos 1970 (Cód: 10212019)

R$45,99 em até 1x de R$ 45,99 sem juros Quero este produto

3 – Jet – Band on the Run, 1973

Jet representa o ápice de Paul e os Wings, sua adorada banda que o acompanhou no pós Beatles. O glam-rock e os sintetizadores, a marca registrada dos anos 1970, estão presentes na faixa, cuja letra é uma mistura bem maluca até para os padrões de Paul. Jet era o nome de um dos cachorros da família McCartney.

Ouça Jet

4 – No More Lonely Nights – Give My Regards to Broad Street, 1984

O filme com o mesmo nome do álbum não foi bem recebido pelo público ou crítica, mas a música é uma de suas melhores faixas, uma balada com solos poderosos de guitarra.

Ouça No More Lonely Nights

5 – Live and Let Die – Single, 1973

Wikimedia Commons

Definitivamente, a trilha sonora mais conhecida dos filmes de James Bond, a faixa foi feita para o longa de mesmo nome. Foi gravada com a banda de Paul pós Beatles, a Wings, e produzida por George Martin.

Mistura arranjos de orquestra com reggae, e é uma das mais famosas de sua carreira solo. Foi regravada pelo Guns N’ Roses em 1991, quando novamente atingiu o topo das paradas.

Ouça Live and Let Die

Paul Mccartney And Wings - Rockshow - DVD

Paul Mccartney And Wings - Rockshow - DVD (Cód: 8091446)

R$39,90 em até 1x de R$ 39,90 sem juros Quero este produto

6 – Uncle Albert/Admiral Halsey – Ram, 1971

O tom psicodélico e irônico da música é reminiscente do legado dos Beatles. A faixa tem cinco minutos de duração, vozes desencontradas e um monte de efeitos sonoros. Foi a primeira música da carreira solo de Paul a atingir o topo das paradas. Paul se inspirou em seu tio Albert para compor a letra.

George Martin, o lendário produtor dos Beatles, produziu a faixa, gravada com a participação da Orquestra Filarmônica de Nova York. John Lennon, que adorava criticar o álbum, foi obrigado a admitir o quanto a música era boa.

Ouça Uncle Albert

7 – Say Say Say – Pipes of Peace, 1983

Paul e Michael em Say Say Say. Reprodução YouTube

Um dos maiores hits de Paul tinha a participação especial do outro único superstar que poderia igualar os Beatles: Michael Jackson. Os dois se tornaram amigos quando gravaram a canção, que passou seis semanas no primeiro lugar das paradas.

O relacionamento dos dois, no entanto, se deteriorou quando Michael comprou os direitos autorais do catálogo musical dos Beatles.

Ouça Say Say Say

8 – Silly Love Songs – Wings at The Speed of Sound, 1976

Paul sempre escreveu letras e melodias que falavam de amor, mas os críticos adoravam pegar no seu pé por isso. Ele passou muito tempo ignorando a crítica, mas decidiu falar sobre o assunto do jeito que sabia melhor: com uma música.

“O que há de errado com isso? Eu gostaria de saber”, canta ele, que saiu ganhando no embate quando Silly Love Songs ficou no topo por mais de cinco semanas.

Ouça Silly Love Songs

Paul Mccartney - Guitar Chord Songbook

Paul Mccartney - Guitar Chord Songbook (Cód: 1911641)

R$ 72,96 R$72,90 em até 2x de R$ 36,45 sem juros Quero este produto

9 – Another Day – Single, 1971

Paul estava numa fase fértil criativamente na virada da década de 1960 para a de 1970. Apesar de ter cantado Another Day pela primeira vez durante a filmagem do documentário de Let It Be, a canção foi escolhida por ele para ser o primeiro single de sua carreira solo.

Ouça Another Day

10 – Mull of Kintyre – Single, 1977

Uma ode em gaita de foles à região da Escócia, onde fica a fazenda dos McCartneys, a canção se tornou um hino no Reino Unido. Mull of Kintyre foi o single mais vendido da Inglaterra em 1984, e bateu as vendas do hit She Loves You, dos Beatles.

Ouça Mull Of Kintyre

Paul Mccartney - The Life

Paul Mccartney - The Life (Cód: 9342751)

R$110,20 em até 3x de R$ 36,73 sem juros Quero este produto
Recomendamos para você