Ramiro Fajuri por Ramiro Fajuri Filmes e séries / Livros 24.02.2021 24.02.2021

Arsène Lupin, o ladrão de casaca que inspirou a série da Netflix

Arsène Lupin, o Ladrão de Casaca, é um personagem criado pelo escritor francês Maurice Leblanc, e no qual foi inspirado Assane Diop, o ladrão charmoso, esperto e de bom coração vivido por Omar Sy  na série Lupin, da Netflix.

Arsène lupin gentleman cambrioleur, ou o ladrão cavalheiro,  apareceu pela primeira vez na revista francesa Je Sais Tout, e foi criado para ser uma espécie de resposta francesa a Sherlock Holmes, personagem que já na época fazia um tremendo sucesso.

Mas, ao contrário do seu inspirador do outro lado do Canal da Mancha, Arsène Lupin não é um detetive que usa sua incrível inteligência para descobrir os culpados dos crimes. Lupin os comete. Ele é um ladrão charmoso que se diverte em ridicularizar os ricos, ajudar os pobres, tal qual um Robin Hood francês e enxerga a arte de roubar como um esporte, já que sempre avisa suas vítimas de suas intenções, desafiando-as a impedi-lo, o que nunca conseguem.

Arsène Lupin Contra Sherlock Holmes

Maurice Leblanc resolveu homenagear Sherlock Holmes à sua maneira, e tomou emprestado o personagem de Arthur Conan Doyle, que era publicado na França com grande sucesso desde 1902 para ser o rival de Arsène Lupin. O ladrão mais esperto e charmoso do mundo contra o maior detetive.

Como quem escrevia, e decidia o que acontecia nos livros, era Leblanc, nem é preciso dizer que Lupin sempre levava a melhor sobre o rival, mais uma razão para Conan Doyle não gostar nem um pouco da brincadeira, e reclamar do “empréstimo” de seu famoso detetive.

Mas Le Blanc não se deu por vencido, e na edição seguinte do livro, simplesmente embaralhou as letras e criou um anagrama para lá de óbvio do mais famoso detetive da ficção: Herlock Sholmes, que tanto em Arsène Lupin contra Herlock Sholmes como no livro seguinte, A Agulha Oca, continuava levando a pior no duelo de inteligência contra Lupin.

Arsène Lupin na Cultura Pop

Maurice Lebanc escreveu mais de vinte livros com as aventuras de Arsène Lupin, que inspiraram uma série de filmes e até mangás, antes da aclamada série da Netflix. Curiosamente, o clássico de 1955 de Alfred Hitchcock , que foi exibido no Brasil como Ladrão de Casaca, não é um deles, já que o título original em inglês é To catch a thief – agarrar um ladrão.

Mas não se pode negar que o carismático e charmoso ladrão aposentado “The Cat”, o Gato, vivido por Cary Grant que busca capturar o ladrão que copia seus métodos, na verdade a ladra vivida pela talentosa Grace Kely, no auge da beleza, tem muito de Arsène Lupin.

Maurice Leblanc , que faleceu em 1941, não chegou a ver o filme. Mas se ele se inspirou tão abertamente no Sherlock Holmes de Conan Doyle para criar o seu grande personagem, por que ele iria ficar bravo com o grande Alfred Hitchcock em se inspirar em Lupin?

Recomendamos para você