Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 27.11.2009 27.11.2009

Amor mais que fraterno

Por Vinicius Valente

Ohomossexualismo está ampliando seus horizontes na mente da sociedade. O tema estádeixando de ser tabu e sua abordagem em produções artísticas não causa mais ointenso choque de antes. Entretanto, parece que o diretor e roteirista AluizioAbranches previu a mente mais aberta da população e preparou um roteiro com doseextra de polêmica para Do começo ao fim.O filme trata, sim, de um romance homossexual, sendo que o diferencial não está noamor entre dois homens, mas sim no outro laço que os une: o sangue.

Olonga estréia na sexta, 27 de novembro, nos cinemas paulistas e cariocas, após ter suas primeirasimagens divulgadas na internet em maio. O enredo constrói de forma delicada a história deFrancisco e Thomás, irmãos que se apaixonam. O romance é mostrado desde ainfância, período que os dois já exibem uma ligação muito forte. Eles brincamjuntos, cuidam e protegem um ao outro de forma feroz. A forte ligação dascrianças é vista como um simples amor fraterno por Julieta, mãe amorosa dosprotagonistas. 

Já Pedro, pai de Francisco e ex-marido de Julieta, nota algodiferente na afeição dos dois e vê a relação como mais intensa do que aesperada para dois pequenos irmãos. O arquiteto Alexandre, pai de Thomás, não seincomoda pela afinidade excessiva, mas se vê desorientado pelo carinhodominante que Francisco demonstra por seu filho. Mesmo sob desconfiança, osmeninos crescem em um ambiente feliz e afetuoso. Após 15 anos, Francisco, com25 e Thomás, com 20, se deparam com a morte da mãe. O pai de Thomás resolveentão se mudar, visando fornecer maior privacidade ao filho e seu irmão, quepassam a viver como namorados. O casal tem que passar ainda por uma separação,que não abala o conto de fadas particular dos dois.

Atrama aborda o tema do homossexualismo de forma extremamente aberta, sendo,algumas vezes, difícil de acreditar que o cenário seja o Rio de Janeiro atual.O filme não traz à tona questionamentos sobre moralidade. As pessoas que cruzama vida dos protagonistas não criticam a relação do casal, nem mostram espanto.Os irmãos tampouco passam por crises morais ou conflitos internos, encarando oincesto homossexual com perfeita naturalidade.

Oelenco conta com Julia Lemmertz, como Julieta e Fabio Assunção, comoAlexandre. Na infância, Francisco é interpretado por Lucas Coltrim, que passa abola para João Gabriel Vasconcelos na segunda fase. Gabriel Kaufman dá vida aoThomás criança e, Rafael Cardoso, ao adulto. Marcam presença ainda o argentinoJean-Pierre Noher, pai de Francisco, e Louise Cardoso como Rosa, melhor amigade Julieta.

Aluizio Abranches dirigiu osfilmes Um copo de cólera (1999) e As trêsmarias (2002). O diretor se formou em economia,  mas deixou o diploma de ladopara estudar cinema na London International Film School. Aproveitou suaestadia na terra da rainha para trabalhar na equipe de alguns filmes como Running out of luck. De volta ao Brasil,dirigiu curtas-metragens como Duplo trêsO pulo do gato e A porta aberta.

Em seu nova longa, o diretorconta com a ajuda do amigo Ueli Steiger. O suíço – que já trabalhou em mega-produçõescomo Godzilla, O dia depois de amanhã e Opatriota – criou um clima harmonioso ao construir a fotografia da históriados irmãos apaixonados. O drama teve gravações realizadas no Rio de Janeiro e em Buenos Aires e foiselecionado para a Première Brasil do Festival do Rio 2009, embora não tenhasido finalizado a tempo. Em novembro, o longa abriu o Festival Mix Brasil, em São Paulo e entra pelaprimeira vez no circuito aberto. Vale a pena conferir.

> Confira o site oficial do filme e assista ao trailer abaixo

Share |

Recomendamos para você