Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 14.03.2013 14.03.2013

Amanda Hocking é entrevistada por fãs brasileiros

Por Diego Garcia Bem
 
Em sua última série, Watersong, composta por cinco títulos, a escritora norte-americana Amanda Hocking foge das sagas sobre vampiros. Ela retrata o universo das sirenas, seres que, de acordo com a lenda, eram pássaros com rostos de mulheres. Com suas vozes doces, elas atraíam navegadores, sugavam suas energias e depois os matavam.
Dos cinco volumes, somente dois foram lançados no Brasil – por enquanto: Despertar e Canção do Mar, ambos pela Editora Planeta. O primeiro livro narra o início de toda a trama.O segundo, que chegou este mês às livrarias, retrata a luta de Harper para resgatar sua irmã mais nova Gemma das garras das irmãs sirenas.Tudo isso regado a paixões, aventuras, dramas e também muitas risadas.
Os fãs afirmam que não é só pelo tema que as histórias os prendem à leitura. A forma como Amanda narra os fatos, descreve as personagens e as cenas, faz com o que o leitor se sinta dentro da trama. E para saber um pouco mais sobre ela e o que guarda o restante da série, o SaraivaConteúdo convidou os fãs para entrevistarem a autora. Leia a seguir:
Qual a sua inspiração para escrever livros de sucesso?
Pergunta de Claudio Augusto Martins Augusto
 
Amanda Hocking. Minha maior inspiração em escrever um livro é para que ele seja divertido, então me inspiro em coisas que eu gosto e que me entretêm. Eu gosto de escrever livros que gostaria de ler, então espero que outras pessoas queiram lê-los também.
Você é conhecida como uma escritora prolífica, que lançou diversos livros de maneira independente e que viraram sucessos; para mim, isso é devido à forma como você desenvolve seus personagens, que são bem reais, como pessoas que você encontra no dia a dia, mesmo eles estando envolvidos em situações sobrenaturais. Queria saber como é o seu processo de criação de um personagem. 
Pergunta de Maicon Z. Vollzin
Amanda Hocking. Obrigado! Para mim, ter personagens relacionáveis é, provavelmente, um dos elementos mais importantes de um livro. A maioria dos meus personagens tem alguns detalhes de pessoas que eu conheci na vida real ou das pessoas que eu gosto, então eu tento imaginar o que essas pessoas fariam nas situações em que elas estão. Os personagens são, obviamente, inventados; então eu posso me divertir e criar o que acho que eles devem fazer na história.
 
Como você faz para equilibrar o lado sobrenatural dos personagens com o lado real, fazendo com o que os leitores se identifiquem com eles?
Pergunta de Maicon Z. Vollzin
Amanda Hocking. A maioria dos elementos sobrenaturais em meus livros é bem extrema, então eu tento [fazer com] que meus personagens se relacionem com eles (leitores) como qualquer um. Eu não vejo alguém dizer que eles são "criaturas" e depois "Ah, legal. O que tem para o almoço?". Há pessoas que reagem a essas situações paranormais de uma forma normal, o que ajuda a manter um sentimento de crença (de verdade) com a história.
Como você faz para tornar a voz de cada personagem única, uma vez que você tem tanta obras já escritas?
Pergunta de Maicon Z. Vollzin
Amanda Hocking. Eu pego inspirações para personagens de um monte de coisas, então tenho um monte de opções/exemplos para extrair. Mesmo que eu tenha “escrito” vários personagens até agora, acho que todos eles são bastante diferentes e todos reagem às coisas de formas diferentes; só depende de aonde que eu quero que a história vá.
Quais as influências literárias que você recebeu ao longo de sua vida?
Pergunta de Mônica Tremonti Belini
 
Amanda Hocking. Muitas! Passei a maior parte da minha infância lendo qualquer coisa que chegava em minhas mãos, da biblioteca ou das liquidações de garagem. Eu comecei a gostar de Stephen King, Michael Crichton e Judy Blume desde jovem. Eu só comecei a ler livros para adultos quando me tornei adulta, mas agora sou uma grande fã de Richelle Mead e Kiersten White.
 
 Despertar e Canção do Mar fazem parte da série Watersong
Você teme que seu sucesso seja considerado modismo e, consequentemente, efêmero?
Pergunta de Mônica Tremonti Belini
 
Amanda Hocking. Sim, isso tem sido um medo meu o tempo todo. Eu acho que é por isso que gasto muito tempo escrevendo, para que eu possa ter sempre algo novo chegando e tente não ser uma artista de um sucesso só.
Quais autores brasileiros você conhece e admira?
Pergunta de Mônica Tremonti Belini
 
Amanda Hocking. O Alquimista, de Paulo Coelho, foi a primeira coisa que veio à minha mente. Foi uma grande sacada!
O que podemos esperar dos próximos livros de Watersong?
Pergunta de Victória Tamburo
Amanda Hocking. As coisas começam a decolar realmente no terceiro livro. As relações entre Alex e Gemma começam a ficar um pouco mais sérias, várias perguntas são respondidas e pode haver algumas pessoas para quem nós diremos adeus…
 
Conheça Amanda Hocking
Após escrever seu primeiro romance aos 17 anos e produzir diversos outros livros enquanto trabalhava e estudava, teve seus textos recusados por mais de 50 editoras.
Ela autopublicou seus trabalhos em formato digital e virou febre nos EUA do dia para a noite.
Aos 28 anos, ficou conhecida por suas séries de livros que envolvem suspense, magia, fantasia e muito romance.
Já escreveu sobre vampiros, zumbis, serial killers e sirenas.
Tem quatro séries publicadas, totalizando 17 livros em um período de dois anos.
O mais recente livro lançado no Brasil é Trocada, da série Trylle, que chegou em março de 2013 nas lojas. A obra teve seus direitos vendidos para o cinema.
Livros publicados no Brasil:
Meu Sangue Aprova (2012, Editora Novo Século)
Despertar – Série Watersong (2012, Editora Planeta)
Canção do Mar – Série Watersong (2013, Editora Planeta)
Trocada – Série Trylle (2013, Editora Rocco)
 
Vão acontecer vários 'Encontros de Fãs' sobre o livro Trocada. Você que é fã da escritora não pode perder esta oportunidade! Veja abaixo as datas e locais:
 
Encontro de Fãs de Trocada – Trilogia Trylle, de Amanda Hocking, Editora Rocco
 
6/4, sábado, 16h – Praia de Belas Shopping
6/4, sábado, 16h – Boulevard Shopping
7/4, domingo, 15h – Shopping Iguatemi Fortaleza
7/4, domingo, 15h – Shopping Ibirapuera (SP)
13/4, sábado, 17h – Shopping RioSul (RJ)
 
 
 
Recomendamos para você