Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 29.09.2009 29.09.2009

Almodóvar faz homenagem ao cinema em novo filme

Em cartaz no Festival do Rio, “”Abraços partidos”” é o mais longo (mais de duas horas) e mais caro filme dirigido pelo espanhol Pedro Almodóvar. Dificilmente será um de seus mais comerciais. Trata-se, antes de tudo, de uma homenagem ao próprio cinema. O longa, que estreou em maio no Festival de Cannes, foi gestado quando Almodóvar enfrentava uma enxaqueca terrível, não suportava a luz e, insistindo em produzir, concluiu que a dor afetava tudo, menos sua criatividade. Algo parecido acontece com seu protagonista. 

Com elementos do film noir e do melodrama, gênero caro ao diretor, ele conta a história de um diretor e roteirista (Lluís Homar) que decide apenas ser escritor após sofrer um acidente e perder a visão, em meio a uma conturbada relação com a atriz com quem filmava (Penélope Cruz). O filme lança mão de vários flashbacks para juntar os pedaços do quebra-cabeças da trama. Como no caso de Almodóvar e sua enxaqueca, o personagem de Homar confronta a dor com a ajuda do cinema.  A produção, que faz alusões a seu primeiro sucesso comercial, “”Mulheres à beira de um ataque de nervos”” (1988), tem participações de “”velhas”” colaboradoras do diretor, como Rossy de Palma e Chus Lampreave. Penélope aparece em boa forma dramática, após ter ganho um Oscar por sua divertida atuação (coadjuvante) em “”Vicky, Cristina, Barcelona”” (2008), de Woody Allen. Veja abaixo um trailer do filme, e os próximos horários do longa no Festival do Rio. (Por Eduardo Simões)



Panorama do Cinema Mundial – (LP) – 16 anos 
QUA (30/9) 16:30 Espaço de Cinema 1 [EC135]
QUA (30/9) 23:45 Espaço de Cinema 1 [EC138]
QUI (1/10) 14:00 Roxy 3 [RX325]
QUI (1/10) 19:00 Roxy 3 [RX327]
SAB (3/10) 16:30 Cinemark Downtown 1 [DW134]
SAB (3/10) 21:30 Cinemark Downtown 1 [DW136]
***
E por falar em Almodóvar, a Saraiva lançou uma caixa especial com quatro filmes do diretor: “”Carne trêmula”” (1997), “”Tudo sobre minha mãe”” (1999), “”Fale com ela”” (2002, vencedor do Oscar de melhor roteiro original) e “”Má educação”” (2004). Leia abaixo as sinopses dos filmes e não perca esse item de colecionador.  
“”Carne trêmula””
Uma coincidência fatal leva três homens e uma mulher a serem reunidos em uma sala: dois policiais, um jovem e uma linda mulher que eventualmente piorará a situação. Eles se encontram novamente dois anos mais tarde, mas seus respectivos papéis nunca serão os mesmos. 
“”Tudo sobre minha mãe””
Manuela acaba de perder seu filho Esteban em um acidente automobilístico. A grande obsessão da vida de Esteban era conhecer seu pai que havia deixado Manuela antes de seu nascimento. Como um tipo de penitência, Manuela sai à procura do pai de Esteban, mas acaba descobrindo que seu novo nome é Lola.
“”Fale com ela””

Lydia e Alicia, uma toureira e uma jovem bailarina, estão ambas em coma. Dois homens, Benigno e Marco, acabam se conhecendo devido à tarefa de cuidar das moças. As vidas dos dois personagens seguirão em diversas direções, no passado, presente e futuro, arrastando-os rumo a um destino totalmente imprevisto.
“”Má educação””

No início da década de 60, Ignácio e Enrique, ainda garotos, descobrem o amor, o cinema e o medo numa escola católica. O padre Manolo, o diretor da escola, tem um papel importante nessas descobertas. As vidas dos três personagens se cruzam novamente por duas vezes, no final da década de 70 e na de 80, com conseqüências espantosas e mortais.

Recomendamos para você