Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 28.02.2011 28.02.2011

Adeus, Scliar

O escritor gaúcho Moacyr Scliar morreu nesta madrugada, aos 73 anos, após sofrer um AVC (acidente vascular cerebral) isquêmico no dia 16 de janeiro. De acordo com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre, onde ele estava internado, Scliar teve falência múltipla dos órgãos. Ele deixa a viúva Judith e o filho Roberto. 

Nascido em Porto Alegre, o escritor publicou 80 livros, entre romances, crônicas, contos, literatura infantil e ensaios. O primeiro livro, Histórias de um médico em formação, foi publicado em 1962, ano em que concluiu a faculdade de medicina (UFRS). O último romance foi Eu vos Abraço, milhões (Companhia das Letras, 2010). Ganhou prêmios importantes, como o Casa de las Américas e o José Lins do Rego, da Academia Brasileira de Letras e o Jabuti, por três vezes, com Manual da paixão solitária (2009), Sonhos tropicais (1993) e O olho enigmático (1988). 

Dois de seus livros – Um sonho no caroço do Abacate e Sonhos tropicais – ganharam adaptação para o cinema. A obra de Scliar, pioneira em abordar a temática judaica no Brasil, já foi traduzida para doze idiomas.

A Academia Brasileira de Letras determinou luto de três dias pela morte do escritor Moacyr Scliar, ocupante da cadeira 31 da casa. A bandeira acadêmica também será hasteada a meio mastro. Na próxima semana, a ABL realiza a Sessão de Saudade pelo acadêmico.

No ano passado, Scliar participou da mesa “”Ao Correr da Pena”” no segundo dia de Festa Literária Internacional de Paraty, quando foi entrevistado pelo SaraivaConteúdo (abaixo). 

> Leia mais sobre Moacyr Scliar no SaraivaConteúdo

Recomendamos para você