Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Música 07.12.2009 07.12.2009

A vibe zen de Mariana Aydar

Por Vinicius Valente
Foto de Tomás Rangel

> Assista à entrevista exclusiva de Mariana Aydar ao SaraivaConteúdo

Levando em consideração o fato de que os equipamentos de captação deimagem e som são movidos a energia elétrica, uma falta de luz durante umagravação ao vivo de DVD pode ser considerada um grande desastre. Sem contar afrustração de um público impaciente que, em situações corriqueiras, não pagariao preço de um ingresso para aglomerar-se na escuridão. Entretanto, o apagãoocorrido no show de Mariana Aydar foi encarado de forma diferente.

“Estava no meio de ‘Vai vadiar’ e a luz acabou. E a gentefez um forró lá, todo mundo começou a dançar. Mas voltou a luz e a gente perdeutudo, só ficou com o bis. E aí vai sair esse DVD, que é o bis desse show, quefoi muito astral, todo mundo ficou esperando a luz voltar, 40 minutos, evoltou. Tava o público quente. Pegou um momento muito legal”, relembra acantora, nessa entrevista exclusiva ao SaraivaConteúdo.

O DVD em questão foi o último show do disco Kavita 1 (2006), com previsão delançamento para dezembro de 2009. Este clima zen transpõe os shows de Mariana,sendo refletido em seus álbuns e sua vida pessoal. Paulista identificada com oRio de Janeiro e a Bahia, a cantora mostra sua afinidade com o samba e a músicabaiana. “Eu acho que sou um pouco baiana sim. Desde os 12 anos, passei muitocarnaval em Salvador. Acho que tenho essa influência mesmo dos carnavais. Ouvi muito Daniela Mercury,Margareth Menezes. Essa coisa afro me encanta demais”, conta Mariana.

A cantora é filha de Mario Manga, músico integrante do grupoPremê, e de Bia Aydar produtora musical. Mesmo crescendo em um ambientedominado pela música, Mariana não tinha uma obsessão por cantar durante ainfância.

“Eu sabia que queria estar perto do palco. Não tinhaisso de querer ser cantora, mas eu gostava muito daquele ambiente. Meu paitinha vários amigos loucos. Eu era pequeninha e ficavam aqueles caras querendoconversar com as crianças e falando um monte de absurdo. Eu adorava. Eu tive opresente, desde pequena, de lidar com isso de uma forma leve, como uma criançalida mesmo, que é muito diferente, é prazerosa, de brincadeira, de amor”,afirma.

Seu segundo disco, Peixespássaros pessoas, lançado em 2009, recebeu boas críticas noBrasil e no exterior. O álbum conta com composições próprias em parceria comDuani e Nuno Ramos, como “Palavras não falam” e “Aqui em casa”. Além dasparticipações de Zeca Pagodinho, em “O samba me persegue” e Mayra Andrade, em“Beleza”. “Esse disco tem essa vibe zen budista. Fala da relação do homem com omeio que o cerca. Eu queria fazer as pessoas pensarem na nossa condição de serhumano, o que a gente está fazendo aqui. Quais são as coisas boas que a gente teme quais não são”, declara.

Mariana estudou música na escola Groove, em São Paulo. Passou um mês na Berklee School of Music, em Boston. Em 2004, morou em Paris durante um ano,período em que conheceu o cantor Seu Jorge. O músico a convidou para fazeralgumas participações em sua turnê européia, após ter ouvido um CD demo dacantora.

“Fui procurar ele por uma outra coisa que não era demúsica. Eu tinha um cdzinho demo, que eu tinha feito na época em que cantavaforró. Dei um CD pra ele, que curtiu e me chamou pra dar umas canjas no showdele. Foi um cara muito importante para me abrir para essa coisa do samba. Elefoi uma pessoa que me mostrou que aquilo era forte. Conheci muitos sambasatravés dele”, afirma Mariana.

A cantora não se considera uma pessoa religiosa, porémpossui uma ligação muito forte com lado espiritual. Ela acredita numa dominação momentânea do corpo e da mente por uma inspiração poderosa durante as apresentações e os momentos de composição.

“Eu me sinto um pouco ladra. Não acho que sou eu que faço.Nas composições e cantando também. Compondo principalmente, eu acho que é umacoisa que passa por você. Às vezes é muito chato ser Mariana Aydar.Quando começa a ficar um nome, uma responsabilidade. A gente não é nada. Somos umsó, do mesmo pó das estrelas”, conclui Mariana.

> Mariana Aydar na Saraiva.com.br

> Confira o MySpace da cantora

> Assista à entrevista exclusiva de Mariana Aydar ao SaraivaConteúdo


Share |

Recomendamos para você