Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Livros 20.04.2010 20.04.2010

A rainha do crime está de volta

Publicado originalmente por Renata Muniz no Almanaque Saraiva
Foto de divulgação

 

Após 34 anos de sua morte e da publicação de sua última história inédita, Agatha Christie ainda desperta grande interesse entre seus fãs. Não à toa que é a escritora que mais vendeu em todos os tempos, um bilhão de livros em língua inglesa, outro bilhão traduzido mundo afora.

Recentemente, duas novas aventuras de um de seus mais famosos personagens, Hercule Poirot, foram encontradas em seus arquivos e publicadas. O responsável é John Curran, grande admirador da escritora, que editou por muitos anos a newsletter oficial de Agatha Christie. Além de ter atuado como consultor para National Trust (órgão que cuida do patrimônio material, como o Iphan no Brasil) durante a restauração da Greenway House – a casa de férias da escritora, em Devon -, Curran, doutorando na University College Dublin, trabalha com o neto dela, Mathew Prichard, para estabalecer o Agatha Christie Archive. 

As raridades que encontrou durante o trabalho com Prichard estão em seu primeiro livro, Agatha Christie Secret Notebooks (Harpercollins), disponível em inglês na Saraiva.com.br. Leia entrevista exclusiva com Curran.

 

Como se sentiu quando descobriu as histórias inéditas?

John Curran. Fiquei muito empolgado e mal podia acreditar no que eu estava lendo. Era a primeira história nova desde a morte de Poirot, em 1975. E nos cadernos, encontrei tanta informação que pedi permissão ao neto de Agatha Christie para escrever um livro.

Sobre o que são essas narrativas?

Curran. As duas são histórias de Poirot, escritas quando Christie estava no auge de sua carreira. Em The Incident of the Dog’s Ball, ele investiga a morte de uma senhora em uma vila pequena. Já em The Capture of Cerberus Poirot, Poirot tem a tarefa de trazer um homem morto para a vida. No livro, reflito sobre quando elas foram escritas e por que nunca foram publicadas.

O que mais você encontrou?

Curran. Havia detalhes interessantes sobre quase todos os livros e peças e sobre títulos que ela tinha a intenção de publicar. E algumas notas para um título que ia escrever após seu último romance. Tive acesso a todos os papéis de Agatha Christie – cadernos, cartas, contratos, manuscritos e arquivos. Tentei incluir em meu livro detalhes que não eram de conhecimento de todos até então.

Quais foram as dificuldades?

Curran. As principais foram a caligrafia e decidir o que iria publicar. Notas de qualquer título podiam estar espalhadas por mais de 10 cadernos diferentes e tive que uni-las. Havia tantas informações que agora estou trabalhando em outro livro, usando o que eu tive que deixar de fora do primeiro volume.

A caligrafia de Agatha é realmente ruim?

Curran. A caligrafia era muito difícil e foi quase um ano para decifrar os 73 cadernos. A escrita dela mudou durante o tempo, era mais difícil durante os anos 1930 e 1940, quando escreveu a maioria de seus livros. Coloquei vários exemplos da escrita no meu livro.

Por muitos anos você editou a newsletter de Agatha Christie e participou da restauração Greenway House. Poderia falar um pouco sobre essas experiências?

Curran. Isto foi importante porque estava ciente de tudo que acontecia no mundo de Agatha Christie – as peças, os filmes, exibições na televisão, livros. A Greenway House era a casa onde Agatha Christie passava suas férias, em Devon, e estava cheia de bens pessoais. Quando fui lá pela primeira vez a casa ainda não podia ser visitada pelo público porque era de propriedade privada; agora está aberta ao público. Foi na Greenway House que encontrei essas histórias e vi pela primeira vez os cadernos. Trabalhei com a National Trust removendo todos os papéis e livros de Christie da casa para a restauração. Também vivi lá durante o tempo em que estava escrevendo o livro.

Qual a importância de Agatha Christie?

Curran. O estudo das histórias de ficção de detetives é muito popular, na maioria das universidades atualmente há cursos sobre o assunto. Ela incluiu muitos detalhes de uma Era que não existe mais, há uma importância social. E como escritora popular, teve uma enorme influência em todos os autores de romances policiais que vieram depois dela. Então, é importante o estudo de como Christie fez tudo isso.

> Confira o site oficial de Agatha Christie

> Confira o site oficial de John Curran

 > Agatha Christie na Saraiva.com

 

Recomendamos para você