Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 07.01.2013 07.01.2013

A continuação de ‘Star Wars’ pela Disney divide fãs; veja quem poderia dirigir a sequência

Por Andréia Silva
 
A notícia de que a Disney vai rodar o sétimo episódio da saga Star Wars pegou de surpresa a galáxia dos fãs de Luke Skywalker e companhia, que agora começam a criar expectativa quanto ao que virá por aí.
Para quem ainda não se situou, eis o fato: a Walt Disney Company comprou a Lucasfilm este ano e vai dar sequência à história. Desde o anúncio, não param de surgir especulações sobre o possível enredo do próximo filme. Algumas fontes disseram que a Disney vai criar uma nova história, ou seja, a continuação não deve ser baseada nos filmes, livros ou gibis anteriores.
A previsão é de que Star Wars Episódio 7 saia em 2015. Como a Disney pretende fazer uma trilogia, os outros dois lançamentos sairiam em 2016 e 2017. George Lucas, o criador da saga, não dirigirá nem produzirá o longa, mas estaria ajudando na criação do roteiro.
Para Vanessa Hannud, 23, fã da saga, a saída de George Lucas do comando da série foi uma boa. “Ele já estava fazendo algumas besteiras”. Quanto à expectativa pelo novo filme, ela diz que pode vir algo bom.
“A Disney sabe o que faz. Espero que eles usem o que aprenderam com a Pixar para criar uma nova linha de história que não desrespeite a antiga. Uma coisa que dá pra saber é que a produção e a atenção aos detalhes vai ser um dos destaques do filme”, diz Vanessa.
 
Para ela, o fato de Mark Hamil, que fez Luke novo, voltar como Luke mais velho e Ewan McGregor ter topado viver Obi Wan novamente são pontos positivos para a Disney, que já manifestou o interesse de contar com outros membros do elenco oficial.
 
Já Paulo Ramos, 33 anos, se diz cético quanto a qualquer produção vinda da Disney. Seu maior receio é o que farão com o vilão Darth Vader, que foi morto por seu filho no último episódio e acenou uma possível redenção de seus crimes e do Lado Negro da Força. 
 
"Não há necessidade de continuar a saga. O conflito do Bem e do Mal, representado pelo pai e filho, era fundamental. O que me intriga é que rumo eles vão dar para o Darth Vader. Vão trazê-lo de volta como ressuscitado, vai virar um fantasma? Ele tem uma ligação forte com o Luke, e já que ele será o centro da trilogia da Disney…”, diz o programador.
 
Será que o estúdio criará um novo arco de história? Seus roteiristas poderão escolher entre manter personagens atuais ou criar um roteiro totalmente original, que inclui novas tramas a serem exploradas.
É possível que os atuais personagens apareçam mais velhos, como os filhos de Leia e Han ou Lowbacca, sobrinho do peludo Chewbacca; ou ainda Luke Skywalker volte como um velho sábio, orientando uma nova geração de Skywalkers. Talvez o único que não terá problemas para aparecer seja o robô C3PO.
 
O cineasta George Lucas, que acertou com a Disney novas produções da série Star Wars
Para a estudante Camila Fonseca, a Disney fez um bom trabalho com a Marvel, mas o difícil será o processo de desapego dos personagens antigos. “Novos personagens pode ser bem legais. Mas já pensou se eles criam um novo Jar Jar ou, até pior, um Mestre Yoda com orelhas de Mickey Mouse?”, diverte-se a estudante, em referência ao alienígena Jar Jar Binks, considerado o personagem mais irritante pelos fãs da série, e ao antigo guru amado por todos.
 
A franquia é sucesso há 35 anos e seus seis filmes já faturaram mais de US$ 4,4 bilhões em bilheterias do mundo inteiro.
A continuação de Star Wars é mais um passo da Walt Disney Pictures para reforçar suas produções de ficção científica. Embora tenha ficado descontente com os fracos resultados comerciais de John Carter, o estúdio já estaria trabalhando na produção Paladin, uma aventura sci-fi. Justin Springer vai produzir o longa, que só deverá chegar aos cinemas em 2015 ou 2016.
 
 
QUE DIRETORES PODERIAM DIRIGIR A SEQUÊNCIA DE STAR WARS?
 
Sem George Lucas na jogada, o SaraivaConteúdo listou cinco nomes que podem ser cotados para a missão de continuar a saga:
 
Joe Johnston – O diretor de Jumanji, Parque dos Dinossauros 3, Capitão América – O Primeiro Vingador, entre outros, vem sendo cotado por boa parte da imprensa internacional, já que cuidou das ilustrações e da parte de efeitos visuais dos episódios 4, 5 e 6 de Star Wars. Ele vem negando, alegando que não sabe ao certo o que será esse filme. Mas não nega ser um dos queridinhos da Disney…
 
James Cameron – Temas como ficção científica, ação e o uso certeiro de efeitos visuais são recorrentes na filmografia de Cameron. O diretor de Titanic e Avatar não seria um nome tão surpreendente caso fosse ele o escolhido. No entanto, Cameron estaria trabalhando nas sequências de Avatar, uma grande produção para competir com Star Wars.
 
Matthew Vaughn – O diretor de X-Men – Primeira Classe é outro que viu seu nome cotado para assumir a continuação da saga de Luke Skywalker. A negativa para dirigir mais um filme dos mutantes e ficar apenas na produção do próximo aumentou as especulações sobre uma parceria com a Disney.
 
Steven Spielberg – O diretor de E.T., Tubarão, Indiana Jones, Inteligência Artificial, entre outros, é um nome fácil na lista de especulações. No entanto, o próprio andou desmentindo qualquer possibilidade no início de novembro, dizendo que Star Wars não fazia seu gênero. Embora dirigir a produção fosse uma de suas vontades, ele disse que George Lucas nunca deixou, porque o filme era como o bebê do diretor. Mas nunca se sabe…
 
J. J. Abrams – Sucesso com séries de TV como Lost e Fringe, com experiência em longas como Missão Impossível, Star Trek, entre outros, o diretor andou despistando os boatos de que ele dirigia o novo Star Wars. Fato é que Abrams tem todas as credenciais para assumir a sequência. Resta esperar o que a Disney vai oferecer ao diretor escolhido.
 
 
 
Recomendamos para você