Saraiva Conteúdo por Saraiva Conteúdo Filmes e séries 31.05.2013 31.05.2013

A ascensão de Shailene Woodley

Por Fernanda Oliveira
 
Shailene Woodley tem tudo para se tornar uma das "queridinhas" de Hollywood. Com carreira em nítida ascensão, a atriz norte-americana interpretará a nova Mary Jane no longa O Espetacular Homem-Aranha 2, que tem previsão para estrear em 2 maio de 2014. Mas, afinal, quem é esse novo talento?
 
Apesar de ainda estar construindo uma trajetória sólida no cinema, já é reconhecida por seus trabalhos na televisão. Em 2003, participou da primeira temporada de O.C. – Um Estranho no Paraíso, como Kaitlin Cooper, irmã de Marissa Cooper, e fez participações em episódios de seriados como Cold Case (2007) e CSI: NY (2007).
 
"No entanto, Shailene estourou em 2008 com o seriado A Vida Secreta de uma Adolescente Americana, no qual interpreta uma garota de 15 anos que engravida", conta Matheus Bonez, crítico do site Papo de Cinema, adicionando que a série, que teve cinco temporadas, foi um sucesso tanto de público como de crítica.
 
Foi justamente esse reconhecimento que a levou para os estúdios de Hollywood. E a novata chamou atenção logo no primeiro filme que fez direcionado para as salas de cinema, já que, além de seriados, também havia atuado em longas para a televisão.
 
"Realmente, o primeiro trabalho, em Os Descendentes, de 2011, catapultou Shailene. Nele, ela faz a filha do personagem do ator George Clooney, destacando-se sempre que aparece em cena. Com certeza, foi uma grande revelação", detalha Bonez.
 
A atriz já impressionou em seu primeiro filme, Os Descendentes
 
A ótima atuação direcionou os holofotes para a atriz, que, mais uma vez conquistou público e crítica. Chegou a receber inúmeras premiações da crítica norte-americana e ainda venceu no ano passado o prêmio de Revelação Feminina do Festival de Cannes, importante evento do cinema mundial. Além disso, foi indicada a outros, inclusive ao Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante. "Só faltou ser indicada ao Oscar, o que acredito ter sido uma injustiça", acrescenta o crítico.
 
Ele também ressalta que Shailene garante a seus personagens uma presença marcante nas telas, o que, com certeza, está contribuindo para essa trajetória de sucesso ascendente. "Ela é uma atriz de 'olhar'. Daqueles que parecem estar observando o público através da tela. Tem um misto de garota sexy com o frescor da adolescência e, ao mesmo tempo, emprega forte maturidade a seus papéis. Ela rouba a cena de George Clooney em Os Descendentes. Só por isso já dá pra ter uma base de seu talento".
 
DE OLHO NELA!
 
Entre este e o próximo ano, será possível ver a atriz em diversos filmes. No longa independente The Spectacular Now, que será lançado nos Estados Unidos no dia 2 de agosto deste ano, ela faz par romântico com Miles Teller. "Foi um filme bem aceito pela crítica norte-americana, sendo que ambos os atores receberam um prêmio conjunto no Festival de Sundance", relata Bonez. Ela também está à frente do elenco de White Bird in a Blizzard, que deve estrear ainda este ano nos cinemas norte-americanos, interpretando uma garota que surta após o desaparecimento da mãe.
 
Shailene e Miles Teller em  The Spectacular Now
 
Mas, Shailene está realmente dando o que falar nas grandes produções que serão lançadas em 2014. Apesar da expectativa do público, a atriz terá uma participação curta em O Espetacular Homem-Aranha 2, já que sua personagem está sendo introduzida na história e, provavelmente, terá mais espaço apenas no terceiro filme.
 
A Mary Jane desse reboot é diferente da que aparece na primeira trilogia do Homem-Aranha, dirigida por Sam Raimi. "A Mary Jane dos filmes de Raimi era uma mistura das características dos dois grandes amores de Peter Parker nos quadrinhos: a própria Mary Jane e Gwen Stacy. Mesmo que Gwen Stacy tenha aparecido, na minha opinião de forma mal aproveitada, em Homem-Aranha 3", explica Bonez.
 
Ele continua dizendo que, em O Espetacular Homem-Aranha, de Marc Webb, há uma Gwen Stacy (interpretada por Emma Stone) bem definida e mais fiel aos quadrinhos, sendo o primeiro amor de Peter Parker. Já Mary Jane, filha da melhor amiga e vizinha da Tia May, descobre muito cedo quem é o Homem-Aranha, mas somente depois de muitos anos de amizade e após a morte de Gwen Stacy começa um relacionamento com o super-herói. Pelo fato de a personagem ter uma melhor definição, mesmo com uma menor participação no segundo longa e com a pressão das críticas de alguns fãs por sua escolha, o crítico do site Papo de Pipoca espera uma boa atuação de Shailene.

"Ela é bonita, mas nada fora do comum. Talvez isso seja mal visto pelos fãs mais ardorosos – afinal, Mary Jane é modelo nos quadrinhos. Entretanto, o que faltar em uma 'produção estonteante' sobrará em talento para interpretar com profundidade um personagem mais complexo do que é 'vendido'. Mary Jane é uma das melhores personagens femininas da história dos quadrinhos e espero que ela faça jus a esse status no novo longa", completa.

 
Em 2014, a atriz também estará na ficção Divergente, que tem como possível data de estreia 21 de março. Ela viverá a protagonista Beatrice Prior (Tris) na trama adaptada do best-seller juvenil de mesmo nome escrita por Veronica Roth, publicado no Brasil pela Rocco. Por ser uma trilogia que conta a história de uma garota forte lutando em um mundo futurista, o longa tem sido muito comparado a Jogos Vorazes.
 
"Assim como Jennifer Lawrence, Shailene é uma atriz que sabe conciliar 'filmes mais sérios', assim digamos, com blockbusters. Se por um lado faz a continuação de O Espetacular Homem-Aranha 2, por outro recebe premiações por sua atuação em 'filmes menores', como The Spectacular Now", destaca Bonez, que acredita no talento da atriz e em seu maior reconhecimento em um futuro próximo. "Fiquem de olho. Essa menina ainda vai levar um Oscar para casa. E não vai demorar muito!".
 
Shailene se destacou primeiramente na televisão, interpretando uma adolescente que engravida no seriado A Vida Secreta de uma Adolescente Americana
 
E você, o que achou da escolha da atriz para ser Mary Jane?
 
 
Recomendamos para você